Gastronomia Portugal

Comidas típicas de Portugal: a sua origem

Hoje falamos de algumas das comidas típicas de Portugal e qual a sua origem. A Gastronomia Portuguesa, uma das melhores do mundo, é muito característica, possuindo influências atlânticas e mediterrânicas. O período dos Descobrimentos foi uma época extremamente importante para a nossa cozinha. Pois trouxe a introdução das especiarias, algo trazido pelos navegadores portugueses aquando da sua descoberta do Mundo.

Mas ao mesmo tempo que fomos trazendo diferentes ingredientes para a nossa cozinha, também fomos fazendo o inverso e difundindo os nossos produtos e receitas pelo mundo.

Gastronomia Portuguesa

Apesar de ser um país pequeno, Portugal é conhecido pela sua grande variedade quer gastronómica, quer paisagística. Sendo o paraíso para qualquer amante de boa comida. A base da nossa cozinha está assente em três ingrediente: o pão, o azeite e o vinho. Por outro lado, somos conhecidos também pelo grande consumo de peixes, sopas e enchidos.

Uma das particularidades da nossa cozinha é que um mesmo prato, confeccionado em regiões diferentes do país, difere bastante na forma como é feito.

Como tal, hoje decidi falar um pouco sobre algumas comidas típicas de Portugal e qual a sua origem, bem como os principais ingredientes da sua confecção. Estas comidas são algumas das mais famosas entre locais e turistas.

Caldo Verde

O Caldo Verde é uma sopa de couve galega, com origem no Norte de Portugal, mas bastante popular em todo o país, para além de ser também bastante conhecido nos países povoados pelos portugueses.

Acredita-se que esta sopa tenha aparecido durante o séc. XV. E que a sua origem surja da necessidade dos lavradores do Norte do país utilizarem os ingredientes que tinham em maior abundância. Como resultado, surgiu uma sopa saborosa.

Composta por água, batata, couve, azeite e chouriço, esta simples sopa é ideal para iniciar uma refeição ou para comer numa ceia tardia. Devendo ser sempre servida em tigelas de barro e acompanhadas de uma broa de milho.

Comidas típicas de Portugal: a sua origem- caldo Verde
Caldo Verde ( Foto: 24Kitchen )

Pastéis de Bacalhau

Os Pastéis de Bacalhau (no Sul) ou bolinhos de bacalhau ( no Norte), aparecem pela primeira vez referenciados num livro de receitas, Tratado de Cozinha e Copa, de um oficial do exército português, Carlos Bandeira de Melo. Ou seja, esta é a primeira receita oficialmente registada, em 1904.

Contudo, há quem defenda que a primeira receita surgiu em 1841, no livro  Arte do Cozinheiro e do Copeiro, do Visconde de Vilarinho de S. Romão. Mais tarde, em 1876, no livro Arte de Cozinha, de João Mata, surgem duas receitas bem semelhantes à do pastel de bacalhau. Contudo, em uma era usado queijo ralado e na outra os pastéis eram confeccionados no forno.

Os Pastéis de Bacalhau são uma das comidas típicas de Portugal mais amplamente difundidas na restauração. Estes são encontrados tanto na tasquinha mais tradicional tanto quanto no melhor restaurante.

Comidas típicas de Portugal: a sua origem - Pastéis de Bacalhau
Pastéis de Bacalhau (Foto: Doçuras e Especiarias )

Ameijoas à Bulhão Pato

As Ameijoas à Bulhão Pato é um prato típico da Estremadura. Contudo, acredita-se que a origem deste é lisboeta, mais concretamente do antigo Restaurante A Estrela de Ouro. O seu nome surge como tributo a Raimundo António Bulhão Pato, um poeta que ajudou a inventar alguns pratos da gastronomia lusitana.

Composta por Ameijoas, azeite, alho, coentros, sal, pimenta e limão, esta é uma das comidas típicas de Portugal bem conhecida nas marisqueiras e cervejarias portuguesas.

Comidas típicas de Portugal: a sua origem - Ameijoas à Bulhão Pato
Ameijoas à Bulhão Pato (Foto: 7 Gramas de Ternura )

Cozido à Portuguesa

O Cozido à Portuguesa é um prato que resulta de várias décadas de aperfeiçoamento. É um dos pratos mais antigos de Portugal, contudo não se sabe ao certo a sua origem. Apesar disso, parece ser ponto assente que o pranto terá nascido numa época de mais dificuldades. Uma vez que aproveitavam todas as sobras de outros pratos.

Mas nem só os mais pobres comiam este prato, já que as famílias mais abastadas também gostavam de o comer. E no séc. XVII, existe já registo de uma receita de Cozido à Portuguesa. No tratado, escrito pelo cozinheiro da Casa Real Portuguesa, Domingos Rodrigues. Este prato era descrito como uma iguaria riquíssima, do qual faziam parte várias carnes, enchidos e vegetais.

E ainda hoje o Cozido à Portuguesa é uma das comidas típicas favoritas das famílias portuguesas, sendo preparada em datas especiais, por todo o país, sofrendo apenas ligeiras alterações na receita.

Comidas típicas de Portugal: a sua origem - Cozido à Portuguesa
Cozido à Portuguesa ( Foto: Food from Portugal )

Carne de Porco à Alentejana

A Carne de Porco à Alentejana, apesar do nome, é um prato típico da região do Algarve. Possui esta designação pois os cozinheiros algarvios usavam a carne de porco do Alentejo, já que que esta era mais saborosa. Isto porque os porcos eram alimentados com bolotas e sobreiros e não com restos de peixe, como os porcos do Algarve.

A origem deste prato é meia incerta mas há quem acredite que o mesmo foi inventado na altura da Inquisição. Uma vez que foi nessa altura que o porco entrou no regime alimentar do sul do país. Já que o porco era um animal protegido pelo judaísmo e islamismo, a igreja começou a desconfiar da população que não incluía este animal na sua alimentação.

O prato é preparado com carne de porco, ameijoas, colorau, louro, vinho e alho, entre outros temperos e acompanhado por batatas fritas em cubos e polvilhado por coentros.

Comidas típicas de Portugal: a sua origem - Carne de Porco à Alentejana
Carne de Porco à Alentejana ( Foto Food from Portugal )

Francesinha

A Francesinha é um prato típico e originário da cidade do Porto. A criação deste prato é da autoria de Daniel David Silva, um minhoto que esteve imigrado em França e que em 1953, no Restaurante Regaleira, desenvolveu o mesmo.

Daniel teve como base uma receita tipicamente francesa, chamada Croque-Monsieur. O cozinheiro decidiu pegar nesse prato e adaptá-lo aos nossos ingredientes e à nossa cultura. Tornou-o um prato cheio de vida e substância.

Segundo consta o seu nome resultou da opinião de Daniel de que “a mulher mais picante que conheço é a francesa”. A Francesinha é uma sanduíche com linguiça, salsicha, fiambre, bife de carne de vaca, queijo, ovo estrelado e guarnecido com um molho à base de tomate, cerveja e piri-piri, que é o segredo do sucesso desta iguaria.

Caso queira saber ao certo como fazer uma deliciosa francesinha não deixe de ler o nosso post Gastronomia do Mundo – Porto

Francesinha
Francesinha ( Foto Petit Chef )

Leitão à Bairrada

O Leitão à Bairrada é um dos pratos mais conhecidos e mais típico da região da Bairrada. O primeiro documento a fazer referência a este prato é uma receita conventual de 1743, do Mosteiro de Lorvão ou do Mosteiro da Vacariça. Uma vez que não existe uma documentação fidedigna em relação a este assunto, todos os concelhos da Bairrada reclamam a origem deste prato.

Já a comercialização do leitão terá se iniciado no início do séc. XX, na localidade de Covões, Cantanhede. Contudo, o grande arranque da sua comercialização terá sido levado a cabo por Álvaro Pedro, quando este iniciou o seu próprio negócio de venda das famosas sandes de leitão, aos automobilistas da EN1, em 1941.

Mais tarde, em 1949, abre, na aldeia de Sernadelo, o primeiro restaurante que comercializa para o público o famoso Leitão assado à Bairrada

Leitão à Bairrada
Leitão à Bairrada ( Foto A Senhora do Monte )

Alheira de Mirandela

A Alheira de Mirandela tem uma história muito peculiar, tendo sido criada para esconder e salvar judeus, quando estes eram queimados vivos pela Inquisição.

Depois de se terem refugiado em Portugal, vindos de Espanha, os judeus viram-se perseguidos, a partir de 1496, também em Portugal. Dessa forma muitos foram forçados a converterem-se ao cristianismo ou a sair do país. Posteriormente, com a chegada da Inquisição a Portugal, muitos judeus foram perseguido, capturados e queimados vivos. De modo a fugir a este desfecho, muitos esconderam-se e formaram comunidades, onde se faziam passar por cristãos, escrevendo em hebreu ou até fingindo rituais católicos.

Mas foi em Trás dos Montes, que surgiu a forma mais original de disfarce desta comunidade. Uma das formas que a Inquisição tinha de descobrir judeus, era perceber se estes comiam carne de Porco ou não. Já que a sua religião proibia o seu consumo. Para enganar os investigadores, os habitantes de Mirandela criaram uma salsicha feita de pão e frango, muito semelhante aos tradicionais chouriços e farinheiras com carne suína, a alheira.

Desde Julho de 2013, a Alheira de Mirandela só pode ser produzida no concelho de origem, algo há muito pedido pelos produtores locais.

Alheira de Mirandela
Alheira de Mirandela ( Foto Cozinha Tradicional )

Sardinha Assada

A Sardinha Assada é um prato com origem na região de Lisboa e Vale do Tejo. Sendo vulgarmente associada ás Festas dos Santos Populares, é uma das comidas típicas de Portugal mais conhecida.

Apesar de designada como sardinha assada, a verdade é que esta é grelhada. Esta resulta de uma forte tradição piscatória, sendo um dos pratos mais saboreados na gastronomia portuguesa. Geralmente são temperadas com sal grosso na véspera e posteriormente são colocadas numa grelha, por cima das brasas. Comummente são acompanhadas de pimentos assados, batatas cozidas e são colocadas em cima de uma fatia de broa, que absorve a sua gordura natural.

A Sardinha é um peixe com forte tradição e importância em Portugal. Nomeadamente desde o séc. XVI, algo comprovado pelo recenseamento de peixes do litoral lusitano realizado por Duarte Nunes Leão.

Sardinha Assada ( Foto Receitas Saudáveis )

Pudim Abade Priscos

O Pudim Abade de Priscos é uma sobremesa típica de Braga, sendo uma das poucas receitas tornadas públicas pelo Abade de Priscos. Este prato ficou conhecido, quando Pereira Júnior, director do Magistério Primário Feminino de Braga, no antigo Convento dos Congregados, pediu ao Abade receitas para ensinar no magistério.

Normalmente é confeccionado num tacho de cobre e adicionados os ingredientes como a água, o açúcar, casca de limão, canela, toucinho, ovos e vinho do Porto.

Pudim Abade Priscos
Pudim Abade Priscos ( Foto Iberismos )

Pastéis de Belém

Os Pastéis de Belém tal como o nome indica têm origem em Belém. Quando no início do séc. XIX, após a revolução liberal são encerrados todos os conventos e Mosteiros de Portugal, com consequente expulsão do clero e dos trabalhadores.Como tal, é feita uma tentativa de sobrevivência pelo pasteleiro do Mosteiro do Jerónimos.  Que põe à venda numa loja ali da zona, uns doces pastéis designados “Pastéis de Belém”.

Apesar de Lisboa e Belém, naquela época serem localidades distintas e até distantes, cujo percurso era feito por barcos a vapor. A verdade é que esta era uma zona que atraía bastantes turistas, graças à grandeza do Mosteiro e da Torre de Belém. O que levava a que consequentemente estes saboreassem os deliciosos pastéis oriundos do Mosteiro.

Ainda hoje a receita original é um segredo exclusivo da Fábrica dos Pastéis de Belém, existindo inúmeras receitas do Pastel de Nata. Contudo, quem quiser comer o original terá que ir à Fábrica dos Pastéis. E deliciar-se a comer um pastel ainda quente e polvilhado de canela e açúcar em pó.

Pastéis de Belém
Pastéis de Belém ( Foto Receita Toda Hora )

Espero que tenham gostado das comidas típicas de Portugal e que vos tenha aberto o apetite. 

Afiliados

Vai viajar? Já reservou o seu hotel? Este blog tem parceria com o Booking. Se pretende fazer a sua reserva para ficar alojado em Portugal, contrate o serviço aqui e estará a ajudar o nosso blog, já que o nosso trabalho é voluntário.

Não deixe de fazer o seu seguro de viagem ou se preferir um seguro de acidentes de viagem para tornar a sua viagem mais tranquila. A WorldNomads tem um conjuntos de seguros de viagens simples e flexíveis adequado às suas necessidades.

Ainda não adquiriu a passagem aérea? Viaje com a Iberia e adquira voos a preços maravilhosos. E ajude o blog a manter-se.

Similar Posts

19 thoughts on “Comidas típicas de Portugal: a sua origem
  1. Oi,tudo bem ?

    Nossa que pratos lindos e dão água na boca. Meus favoritos para provar seriam: Pastéis de Bacalhau ,Leitão à Bairrada, Alheira de Mirandela, Pastéis de Belém, Sardinha Assada. A história e a culinária portuguesa é rica e linda.

  2. Olá `Patrícia, tudo bem?

    A culinária portuguesa é realmente divina, sendo impossível não ficar babando nos pratos de origem local. Gosto muito do bolinho de bacalhau, sem dúvida é meu preferido desses que você citou. Na verdade, todas as receitas de Portugal que envolvem o bacalhau, simplesmente amo. Arrasou no post de comidas típicas, me deixou com água na boca!

    Beijos!

  3. Sou apaixonada pela culinária portuguesa (inclusive tento recriar alguns pratos aqui em casa), mas confesso que várias comidas típicas de Portugal que você descreveu, eu não conhecia. Muito interessante a origem delas!

  4. A gastronomia portuguesa é uma das minhas prediletas. Adorei saber a origem das comidas típicas de Portugal. Muitas delas nunca provei, mas já fiquei com água na boca.

  5. Que post gastronômico incrível, inclusive fiquei com água na boca lendo sobre Ameijoas à Bulhão Pato e francesinha. A culinária portuguesa realmente é maravilhosa 😊

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.