Atracções Destinos Europa Itália

O que fazer em Nápoles – 10 pontos turísticos

Um dia em Nápoles

Nápoles é a terceira cidade mais populosa de Itália, possuindo um vasto conjunto de monumentos e atracções que merecem ser conhecidos. Como tal, vamos falar sobre o que fazer em Nápoles – 10 pontos turísticos que não pode perder.

A cidade foi fundada no séc. IX a.C., como uma colónia da Grécia Antiga. O seu centro histórico é dos maiores da Europa sendo classificado pela UNESCO como Património Mundial.  Nápoles oferece um misto de beleza e cultura baseada num forte sentido de vida no limite e várias são as atrações que merecem a nossa atenção.

Teatro Real di San Carlo

O Teatro di San Carlo, é uma casa de ópera lírica, de estilo neoclássico. Foi fundado pelo Bourbon Carlos III de Espanha, tendo sido inaugurado em 1737 e como tal, é o mais antigo teatro da Europa ainda em actividade. Este belo teatro, desenhado pelos arquitectos Giovanni Antonio Medrano e Angelo Carasale, veio substituir o velho Teatro San Bartolomeo.

No ínicio do séc. XIX, com a ascensão ao trono de Joaquin Murat, o teatro passou por uma restruturação e o até então teatro real, passou depois a ser um teatro do povo.

Em Fevereiro de 1816, houve um grande incêndio que destruiu o teatro quase na sua totalidade. A sua reconstrução, que durou cerca de 9 nove meses, foi feita de acordo com o projecto inicial. Tendo sido inaugurado em janeiro de 1817.

Mais tarde, durante a Segunda Guerra Mundial, foi novamente destruído, agora devido aos bombardeamentos. Foi o primeiro teatro italiano a reabrir portas, após a guerra, graças ao trabalho das forças aliadas de ocupação.

Actualmente, alberga um museu histórico geral com exposições de pintura, fotografias, instrumentos musicais, trajes e documentos da época. O acesso ao museu faz-se pelo Palazzo Real. Foi declarado Património Mundial da UNESCO.

 o que fazer em Nápoles - Teatro São Carlos
Teatro di San Carlo

Galleria Umberto I

A Galeria Umberto I é uma galeria comercial pública. Localizada em frente ao Teatro San Carlo, foi construída entre 1887-1891 com o intuito de dar uma nova vida à cidade. Pois após a destruição provocada pelas guerras, aquela zona da cidade tornou-se um local decadente e com má reputação. Recebeu o nome de Umberto I, que era o rei da Itália nesse momento.   

Esta bonita galeria caracteriza-se pela sua estrutura em ferro e vidro, decorada com belíssimas estátuas e murais, que representam os diferentes continentes, as estações do ano e algumas divindades clássicas.

Para além da sua função comercial e social também era visto como um monumento dada a magnitude da sua construção. Nomeadamente, do Teatro de São Carlo, do Palácio Real e da Basílica de São Francisco de Paula.

Durante anos foi um importante centro comercial da cidade, sendo também o local onde os cavalheiros da alta sociedade iam engraxar os seus sapatos. Já durante a noite o teatro subterrâneo, o Salão Margherita, ganhava vida tornando-se palco principal da diversão noturna dos napolitanos.

 o que fazer em Nápoles - Galeria Umberto I
Galeria Umberto I

Chiesa del Gesù Nuovo

A Igreja de Jesus Novo é uma das maiores e mais importantes igrejas de Nápoles. Foi originalmente construída em 1479, por Roberto Sanseverino, Príncipe de Salerno, para servir de palácio. Posteriormente, foi vendida aos jesuítas e quando estes foram expulsos de Nápoles passou para as mãos da Ordem Franciscana, onde se mantem até aos dias de hoje.

Esta bela igreja jesuíta, de estilo renascentista possui uma simples fachada, que não demonstra a magnitude do seu interior, repleto de frescos e de talha dourada. A fachada terá sido aproveitada do Palácio Sanseverino.

Uma curiosidade acerca do Igreja Jesus Novo é que durante os bombardeamentos da Segunda Guerra Mundial, uma bomba caiu no teto da nave central e milagrosamente não explodiu. Atualmente a bomba está exposta numa das salas adjacentes à igreja.

 o que fazer em Nápoles - 10 pontos turísticos - igreja Jesus Novo
Igreja de Jesus Novo

Castello Sant’Elmo

O Castelo Sant’Elmo é um forte medieval localizado num cume e que tem uma vista privilegiada sobre a cidade de Nápoles. É o único castelo do mundo em forma de estrela de 6 pontas, e apesar da sua invulgar estrutura militar sem torres, a verdade é que se revelou bastante funcional ao longo dos anos.

Foi construído por volta 1275, mas em 1329, foi convertido em um palácio que serviu de moradia ao Rei Roberto I de Nápoles. Mais tarde, em 1456 ficou parcialmente destruído, devido a um terramoto, tendo sido reconstruído pelos aragoneses. Posteriormente, aquando da ocupação espanhola, foi convertido em uma fortaleza. E mais tarde, chegou também a ser um presidio militar.

Atualmente, é sede do Museu do Novecento de Nápoles e de várias exposições e manifestações culturais. As obras aqui expostas são de artistas napolitanos ou de artistas vinculados à cidade desde o ano 1910 até 1980.

 o que fazer em Nápoles - 10 pontos turísticos - Castelo Sant'Elmo
Castelo Sant’Elmo

Duomo di Napoli

A Catedral de Nápoles foi idealizada pelo Rei Carlo I de Anjou, que morreu antes de conseguir realizar o seu desejo. Construída entre 1299 e 1314 é o principal edifício religioso da cidade. A Catedral é dedicada à Nossa Senhora da Assunção, padroeira da cidade, apesar de ser mais conhecida como Igreja de São Genaro, que é santo mais popular entre os napolitanos.

De estilo neogótico, a Catedral foi construída incorporando outros 2 edifícios religiosos, que já ali se encontravam, a Basílica di Santa Restituta e o Battistero di San Giovanni in Fonte.

O ser reconstruída e redecorada ao longos dos séculos fez com que vários sejam os estilos arquitéctónicos que encontraremos no interior, nomeadamente o barroco, o gótico e o neogótico. De destacar, a capela do tesouro, em estilo barroco, que abriga mais de 50 imagens de prata, doadas pelos seus devotos.

Pontos turísticos a conhecer em Nápoles
Duomo

Praça Plebiscito

A Praça Plebiscito é uma enorme praça e um dos símbolos da cidade. É conhecida por abrigar alguns dos principais edifícios de Nápoles, como por exemplo a Basílica di San Francesco di Paola, o Palazzo Reale e o Palazzo Salerno. O nome da praça foi escolhido após o plebiscito de 21 de Outubro de 1860 decretar a anexação do Reino das duas Sicílias ao Reino da Itália.

A Basílica de São Francisco de Paula, é a mais célebre igreja de Nápoles e a mais importante igreja italiana do período neoclássico. Em 1815, o rei Ferdinando I, decide mandar construir a Basílica em forma circular, como agradecimento a São Francisco de Paula, pela reconquista do reino.

O Palácio Real, é um dos quatro palácios que serviram de residência aos Reis de Nápoles e da Sicília durante o reinado, no Reino das Duas Sicílias (1730-1860).

Já o Palácio Salerno, foi construído no final do séc. XVIII pelo arquitecto Francesco Sicuro. Ele resulta da transformação de um antigo convento, destinado aos cadetes reais. Actualmente, é a residência do General das Forças Armadas do Sul de Itália.

Pontos turísticos a conhecer em Nápoles
Praça Plebiscito

Castello Nuovo

O Castelo Novo foi construído em 1279, por ordem de Carlos I de Anjou, mas apenas foi habitado em 1285, por Carlos II de Nápoles.

Sofreu algumas modificações aquando do reinado de Roberto I de Nápoles, o que permitiu que se tornasse um centro do patronato artístico. Pois o rei era um apaixonado pelas artes e literatura, albergando vários nomes importantes das artes da altura, que inclusive contribuíram no embelezamento do edifício.

Esta fortaleza medieval renascentista continuou a sofrer várias alterações ao longo dos tempos. E no início do século XVI, deixou de ser utilizado como residência real, assumindo a função de fortaleza militar. Mais tarde, no séc. XVIII voltou ser ocupado pela realeza.

Actualmente, é sede da Sociedade Napolitana da História da Pátria, possuindo uma bonita biblioteca privada. Alberga também o museu cívico, cujo itinerário museológico engloba a Capela Palatina, a Sala do Arsenal passando pelo primeiro e segundo andar do castelo.

Pontos turísticos a conhecer em Nápoles
Castelo Novo

Via San Gregorio Armeno

A Via de São Gregório Armeno é uma das principais ruas do centro histórico de Nápoles. E como tal, não pode deixar de estar no nosso artigo O que fazer em Nápoles – 10 pontos turísticos.

Esta bela rua de aspecto medieval é famosa por ser o local onde se reúnem várias lojas e oficinas de artesãos locais, especializados em artigos para presépios. Esta tradição foi iniciada há muitos séculos e fez o mundo conhecer Nápoles.

Alguns dos mais famosos presépios feitos na Via São Gregorio Armeno estão expostos em vários museus de Nápoles, nomeadamente no Museu San Martino.

Em tempos, na Via de São Gregório Armeno ficava localizado um famoso templo dedicado a Ceres, a deusa romana da agricultura, fertilidade da terra e da colheita. Lá os crentes deixavam pequenas estatuetas de terracota, como oferenda, para agradecer a prosperidade das suas terras.

Mas não são só lojas e oficinas que encontrará nesta rua. Ao percorrer a Via São Gregório Armeno encontrará a Igreja de São Gregório Armeno, a Igreja de São Genaro All’Olmo ou a Igreja de São Lourenço Maior.

Basílica de San Lorenzo Maggiore

Basilica Santuario di Santa Maria del Carmine Maggiore

O Santuário da Basílica de Santa Maria Carmine Maior foi fundada no século XIII, por frades carmelitas. Edificada em estilo gótico austero, sofreu diversas alterações ao longos dos anos tornando-se numa igreja de estilo barroco napolitano.

Localizada na Praça Carmine é o lar de duas relíquias religiosas : a pintura de Madonna Bruna  e uma figura da crucificação em que a coroa espinhos está em falta. Segundo a lenda, a coroa caiu da cabeça de Cristo quando o edifício foi atingido por uma bala de canhão em 1439.

Uma curiosidade acerca da Basílica é que todos os anos às 22h do dia 15 de Julho apagam-se todas as luzes da praça e se inicia as celebrações em honra da Bem-Aventura Virgem Maria do Monte Carmelo, com um simulacro de fogo na torre sineira.

Basílica Santuario del Carmine Maggiore

Basílica di San Paolo Maggiore

A Basílica de São Paulo Maior é uma igreja barroca do séc. XVI, construída em cima das ruínas do templo de Castor e Pólux, na Praça de São Gaetano. Foi severamente afectada com os bombardeamentos da Segunda Guerra Mundial.

Esta bonita basílica possui dois outros edifícios incorporados. O Santuário de São Gaetano Thiene, que constitui o subcorpo da basílica e a Igreja do Santíssimo Crucifixo, localizado no porão da Basílica.

É o local onde se encontra sepultado Gaetano Thiene, conhecido como São Caetano, fundador da Ordem dos Clérigos Regulares. Para mim, é a igreja mais bonita de Nápoles.

Pontos turísticos a conhecer em Nápoles - Basílica di San Paolo Maggiore
Basílica di San Paolo Maggiore

Veja a nossa opção de hotéis em Nápoles aqui

Nápoles, para nós, foi uma cidade de contrastes onde ficámos deslumbrados com muita coisa mas também ficámos desiludidos com outras. Caso queira saber um pouco mais sobre a cidade e as nossas opiniões, não deixe de ver o nosso artigo Um dia em…Nápoles.

Este artigo faz parte da blogagem colectiva do grupo Crescendo Juntos, cujo tema deste mês é “10 pontos turísticos”, onde cada um dos participantes escolheu uma localidade para falar sobre 10 atrações que merecem ser visitados. Venha connosco e percorra o mundo através dos nossos olhos.

De Lugar Nenhum – Pontos Turísticos Barcelona – 10 Lugares pra visitar

Família na Trilha – 10 atrativos com muita história e natureza para visitar em Florianópolis

Viaje sem Pacote – 10 pontos turísticos em Fortaleza

Review de Viagem – O que fazer em Amesterdam

Conto em Detalhes – 10 pontos turísticos em João Pessoa, a capital paraibana

Nacionalidade Mundo – O que fazer em Turim

Vai viajar ? Não deixe de fazer o seu seguro de viagem ou se preferir um seguro de acidentes de viagem. A WorldNomads tem um conjuntos de seguros de viagens simples e flexíveis adequado às suas necessidades.

Similar Posts

45 thoughts on “O que fazer em Nápoles – 10 pontos turísticos
  1. Acabo de descobrir que preciso voltar às Nápoles! Conheci poucos lugares quando estive por lá, na verdade passei duas noites na cidade, mas um dia fui para Pompeia e no outro saí cedo para Capri. Adorei suas dicas e espero voltar lá em breve! 🥰

  2. Muito legal saber de 10 pontos turísticos em Nápoles e bem como o que fazer em Nápoles. Mas quando eu lembro deste pais lembro também da comida. E você aproveitou muito a culinária por lá?

  3. Oi, tudo bem ?

    Nossa não conhecia a indicação, mas agora sendo apresentado esses pontos turísticos e este lugar lindo, sem sombra de dúvidas é uma ótima indicação de lugar para fazer uma boa viagem . Saber os pontos turísticos ajuda bastante a planejar um roteiro, se organizar e aproveitar.

  4. Nossa, adorei a sua sugestão sobre o que fazer em Nápoles. Eu adoro a Itália e já estou me planejando para voltar. Vou salvar suas dicas, obrigada por compartilhar. Com certeza vou seguir suas recomendações. Estou adorando acompanhar o blog. Beijinhos

  5. Oi, tudo bem? Uau quantas coisas para fazer hein… As vezes pensamos que é preciso muito tempo numa cidade para aproveitar tudo, mas se fizermos um roteiro e focarmos nas coisas mais legais dá para aproveitar tudinho. Amei a Duomo di Napoli. Um abraço, Érika =^.^=

  6. Muito legal.. Napoles parece ser mto linda msm! infelizmente nao inclui no meu roteiro quando fui a Italia uns anos atras, mas ctz que vamos visitar quando voltarmos pra Italia (num futuro proximo se Deus quiser kkk).. alias, essa Basílica di San Paolo Maggiore parece um arraso! muito linda =DDD

  7. Fui para Nápoles há muitos anos atrás, fez parte do roteiro pela Itália durante a lua de mel e não me lembro de quase nada dessas construções incríveis, uma pena! Mas olha… me recordo bem dessa sensação de contraste que você citou. Inclusive, me lembro de logo na chegada sermos abordados por um motoqueiro nos oferecendo uma câmera fotográfica…
    Adorei seu texto 😉

  8. Tive uma experiência muito rápida em Nápoles e adoraria ter esse post para saber exatamente o que fazer por lá. Os pontos turísticos são incríveis e me deixaram com muita vontade de voltar!! Já salvei o link para uma próxima viagem!

  9. Adorei conhecer o que faze em Nápoles. Eu estive só um dia por lá, fazendo um bate-volta. Pelo seu post vi que faltou muuuuita coisa para visitar dos principais pontos turísticos. Em especial as igrejas. Acho que vou ter que voltar um dia… rsrs

  10. Você acredita que eu fiquei 3 noites em Nápoles, mas não conheci o centro histórico? Pasmém!
    Acabei fazendo vários bate e voltas para Capri, Pompeia, Sorrento.. Voltava tarde pra Nápoles e só tinha energia para tomar banho e dormir .. kkkk… preciso conhecer Nápoles da próxima vez.

  11. Olá, como foi bom encontrar um post sobre o que fazer em Nápoles, 10 pontos turísticos pois planejo em breve retornar a Itália e essa cidade está nos meus planos. Passei por lá, há muitos e muitos anos, quando fui a Pompéia. Vários pontos turísticos legais e estar num lugar com tanta história deve ser empolgante. beijocas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.