Destinos Espanha Europa

5 cidades fora do roteiro…Espanha

5 cidades fora do roteiro - Girona

Espanha é um país maravilhoso, com destinos únicos, que vão muito além de Barcelona ou Madrid, que merecem muito ser visitados e que por vezes não é dado o devido valor. É um país com características variadas e uma cultura bem eclética, assim Espanha é apaixonante para quem o visita.

Leia também Descobrir Barcelona em 3 dias

Por isso, decidi escolher 5 cidades fora do roteiro em Espanha e que para nós são do mais bonito que o país tem para oferecer. E acredite que ao visitar algumas destas cidades vai parecer que foi teletransportado no tempo e que viajou em algumas até à era medieval enquanto que em outras até à era romana.

Toledo – Uma das 5 cidades fora do roteiro em Espanha

Toledo é uma das cidades fortificadas mais antigas de Espanha. É conhecida como a Cidade das Três Culturas, dada a influência islâmica, judaica e cristã que a mesma sofreu ao longo dos tempos. Ou seja, aquando do domínio árabe a localidade foi recebendo cristãos e judeus pois os governantes muçulmanos eram bem tolerantes com as diferentes religiões. Está na lista do Património da Humanidade da UNESCO, desde 1986.

Por ser uma localidade próximo de Madrid muitas vezes os seus visitantes acabam por fazer um bate e volta a partir de Madrid, mas do nosso ponto de vista esta é uma cidade que merece mais tempo para ser descoberta.

Gosta de um bom bate e volta? Leia também Burano e Torcello, passeio de um dia a partir de Veneza

História de Toledo

Acredita-se que Toledo foi inicialmente habitada por povos celtas. E por volta de 193 a.C terá sido conquistada pelos romanos, que a reconstruiram e a nomearam de Toletum. Com o tempo a cidade passou a ser uma importante indústria de ferro, que acabou a exportar para todo o Império Romano.

A longo dos séculos foi passando pela mão de diferentes povos, como alanos, visigodos e muçulmanos. Mas a verdade é que os vestígios da era romana permanecem patentes em várias infraestruturas espalhadas pela cidade.

5 cidades fora do roteiro em Espanha
Toledo

Foi desde a reconquista cristã, em 1085, e durante algum tempo a capital do Reino de Castela. Mas em 1561, o Rei D. Filipe II, decidiu mudar a capital para Madrid.

De notar que alguns dos monumentos que hoje pudemos observar na cidade, provém do final da Idade Média, quando a Rainha Isabel I de Castela ampliou a cidade. Mas Toledo acabou por perder muito do seu peso político e social, na segunda metade do séc. XVI, mantendo apenas o seu poder eclesiástico.

Veja a nossa melhor opção de hotéis em Toledo

O que visitar em Toledo

Comece por visitar o centro histórico de Toledo, entrando pelas portas das sólidas muralhas medievais. As famosas “puertas” de Toledo possuem uma beleza única. Como por exemplo, a Puerta de Bisagra, uma bonita porta medieval com dois torreões circulares, destacando-se de todas as outras.

Bem próximo encontrará a Iglesia de Santiago del Arrabal, localizada num antigo bairro islâmico. Esta é uma magnífica igreja de arquitectura mudéjar toledano, conhecida pelas suas três absides circulares.

Visite também o Alcazar de Toledo, um dos mais importantes pontos turísticos da cidade. Este é uma imponente fortificação, construída no séc. III, pelos romanos e onde atualmente funciona o Museu do Exército assim como a Biblioteca de Castilla La Mancha.

5 cidades fora do roteiro em Espanha - Alcazar Toledo
Alcazar de Toledo

Outro local a não pode perder é a Catedral de Santa María de Toledo ou Catedral Primada, uma magnífica catedral de estilo gótico do séc. XIII, inspirada na Catedral de Burgos. Foi nesta bela catedral, em 1502, que a Rainha Joana foi proclamada herdeira da coroa. Os principais destaques são a Sacristia Maior, as obras de El Greco e o Tesouro Relicário.

Gosta da beleza das Catedrais góticas? Leia então Descobrir a Catedral de Barcelona

Já a Iglesia de los Jesuitas é essencialmente conhecida pela sua enorme e bonita torre, onde é possível subir e obter uma das melhores paisagens da cidade.

Passeie pela Juderia, um antigo bairro judeu, onde estes viveram até ao período da Inquisição Espanhola. Neste bairro encontrará várias atrações, como por exemplo o Museu El grego e a Sinagoga Santa María La Blanca. A Sinagoga, construída no séc. XII, em estilo mudejar é a sinagoga mais antiga da cidade e em tempos funcionou como beataria para prostituas arrependidas.

Aproveite também para atravessar a Puente de San Martín, uma ponte medieval fortificada, com vista privilegiada para o Rio Tejo.

Toledo é essencialmente conhecida pelo seu famoso maçapão e ainda pela maravilhosa cutelaria. Assim, não se admire de ver pela cidade diversos locais a venderem maçapão e ainda diversos artigos de cutelaria, como espadas, armaduras e afins.

San Sebastian – Uma das 5 cidades fora do roteiro em Espanha

San Sebastian, também conhecida por Donostia, localiza-se no norte de Espanha. É conhecida como a capital gastronómica do País Basco. Aqui será inundado por paisagens maravilhosas naturais e históricas, onde o tradicional e o moderno se fundem numa mistura única.

História

Até à Idade Média pouco se sabe sobre San Sebastian, pensando-se que os povos romanos também habitaram esta região, pois foram encontrados alguns vestígios na parte velha da cidade.

Mas foi a partir da Idade Média que a cidade começou a prosperar. As primeiras vezes que se vê mencionado de facto San Sebastian foi no séc. X e XI e sempre referente ao mosteiro com esse nome. E em 1180 é emitido o foral de San Sebastian por Sancho, o Sábio de Navarra, pois este pretendia transformar o local no principal porto do comércio marítimo de Navarra.

Mais tarde, em 1200, San Sebastian e outras localidades são invadidas por Alfonso VIII de Castela e passam todas para as mãos da coroa de Castela. Mesmo assim, San Sebastian continuou a ser um importante porto comercial para Navarra e as suas gentes.

Em 1489 San Sebastian sofreu um grande incendio ficando praticamente toda destruída, levando assim a que se inicia-se uma nova fase da cidade, que passou a ser disputado entre Castela e França. Em 1662 recebe o título de cidade e ao longo das décadas seguintes foi várias vezes tomada pelas tropas francesas. Mas no início do séc. XIX volta para as mãos de Espanha e através da Rainha Regente Maria Cristina começa a prosperar e a entrar nas bocas do mundo.

5 cidades fora do roteiro em Espanha - San Sebastian
San Sebastian – Playa de la Concha

Veja a nossa melhor opção de hotéis em San Sebastian

O que visitar em San Sebastian

Ao visitar San Sebastian tem que passear pelo belo centro histórico, conhecido como Parte Vieja, o segundo bairro mais antigo da cidade. E será aqui que encontrará duas das principais atrações de San Sebastian, a Basílica de Santa Maria e a Igreja de San Vicente.

A Basílica de Santa Maria del Coro, em estilo barroco foi construída no séc. XVIII e é um local muito respeitado quer por crentes, quer por ateus. Já a Igreja de San Vicente, construída em estilo gótico é da primeira metade do séc. XVI.

Basílica de Santa Maria del Coro - San Sebastian
Basílica de Santa Maria del Coro

Visite também o Museu Municipal de San Telmo e fique a conhecer um pouco mais sobre a cultura e história do povo basco. Este foi inaugurado em 1902 e o seu acervo comporta mais de 35 mil peças divididas em diferentes categorias. Como por exemplo, etnografia, belas artes, fotografia, arqueologia e história.

A Catedral do Bom Pastor é um dos cartões postais da cidade. Construída no final do séc. XIX está é uma catedral de estilo neogótico, cujos materiais para sua construção vieram do Monte Igueldo.

Gosta de catedrais neogóticas? Leia também o nosso post Descobrir a Sagrada Família

Ao visitar San Sebastian tem ir dar um mergulho à Playa de la Concha. Esta ficou mundialmente conhecida quando a Rainha Maria Cristina, no século XIX, declarou San Sebastián a capital de verão da Europa.

Suba ao Monte Urgull e visite o Castillo de la Mota bem como o cemitério inglês. O Monte Urgull, durante o séc. XII, um dos pontos estratégicos utilizados na defesa da cidade. Atualmente ainda é possível ver os canhões e as fendas das flechas.

Suba de funicular, o mais antigo do país basco, ao topo do Monte Igeldo e vá até ao Torreón de Igueldo, antigo farol do séc. XVIII, tranformado em miradouro e desfrute das bonitas paisagens do topo desta colina.

Quase tudo em San Sebastián gira em volta da gastronomia, em especial de volta dos famosos pintxos. Conhecida como uma das capitais gastronómicas do mundo este será sem dúvida um local que ficará na sua memória.

León – Uma das 5 cidades fora do roteiro em Espanha

León é a maior cidade da província espanhola Leão, no noroeste de Espanha. É conhecida essencialmente pela arte e beleza das suas magníficas construções bem como pela animada vida noturna.

É também conhecida por fazer parte do percurso do Caminho de Santiago, declarado Património da Humanidade pela UNESCO, em 1993.

Leia também Um dia em…Santiago de Compostela

Veja a nossa opção de hotéis em Leon

História

A cidade teve origem, quando no séc. I a.C, uma legião romana se deslocou até aos rios Bernega e Tório. Bem rápido o local se tornou um polo militar, que mais tarde, a partir do séc. III, quando foi dada permissão aos soldados para se casarem, daria lugar à cidade de León. Com o tempo, a cidade ganhou extrema importância estratégica em toda a Península Ibérica.

Na Idade Média foi ocupada pelos mouros, sendo posteriormente reconquistada pelos cristãos. No séc. X passou a ser a capital do Reino de Leão e tornou-se a mais importante cidade cristã da Ibéria (atual Península Ibérica).

Ao longo dos séculos foi tendo alguns altos e baixos, com períodos de grande declínio, seguindo de um grande crescimento. Já em pleno séc. XX Leão juntou-se a Castela e formaram a Comunidade Autónoma de Castela e Leão.

5 localidades fora do roteiro em Espanha - Igreja São Isidoro
Igreja São Isidoro

O que visitar em León

O principal destaque de León é a Catedral de Santa Maria de León, igreja de estilo gótico, construída entre o séc. XIII e o séc. XV. Aqui ganham particular destaque os seus magníficos e coloridos vitrais, que se distribuem em cerca de 1765 metros quadrados.

Catedral de Leon
Catedral de Leon

Siga depois em direção à Basílica San Izidoro e panteão real, antigo convento visigodo que foi construído sob um templo romano e que acabou transformado no panteão do Reino de Leão, apresentando uma mistura da arquitetura românica, gótica, renascentista e barroca. Esta é uma igreja de paragem obrigatória para os peregrinos do Caminho de Santiago de Compostela.

Visite a famosa Casa de Botines, também conhecida como Casa Fernandez Y Andrés e da autoria do magnífico António Gaudí. Foi construída entre 1891 e 1894, em estilo neogótico. Em 1969 foi declarada monumento histórico.

Leia também Descobrir Barcelona de Gaudí

Outro dos edifícios mais famosos é o Palácio de los Guzmanes, atual câmara de deputados. Este é um edifício do séc. XVI, de estilo renascentista, construído para a família aristocrática de Guzman, uma das famílias mais influentes da cidade.

Por fim, termine a sua visita no Bairro Húmedo, localizado no centro histórico da cidade, este é o famoso bairro boémio repleto de bares e tascas, onde a animação noturna é ímpar. Assim, não poderá deixar de visitar este magnífico bairro e parar nestes locais para provar o melhor da gastronomia de Leão.

Se estiver em León não poderá perder as famosas fiestas, nomeadamente as realizadas na Páscoa. São procissões únicas que já foram declaradas de Interesse Internacional, sendo uma experiência única para quem visita a cidade.

Girona – Uma das 5 cidades fora do roteiro em Espanha

Girona é uma das capitais da Catalunha e localiza-se bem próximo de Barcelona. Conhecida como a Cidade dos Quatro Rios, esta possui um belíssimo centro histórico medieval resultante das diversas influências romanas, árabes e judaicas.

Veja a nossa opção de hotéis de Girona

História

Girona foi inicialmente habitada por povos ibéricos. Contudo, depressa os romanos se apoderaram deste local e formaram ali uma cidadela a que deram o nome de Gerunda. Posteriormente, passaram pelas mãos dos visigodos até 715 quando foi conquistada pelos mouros. Em 785, Carlos Magno reconquistou a cidade e fez dela um dos 14 condados originais da Catalunha. E ao longo dos anos foi sendo reconquistada pelos mouros e pela Catalunha, vezes sem fim.

No séc. XI foi declarada cidade por Alfonso I de Aragão e mais tarde, durante o séc. XIV passou de condado a ducado, quando Pedro III de Aragão deu o título de duque ao seu primogénito. Posteriormente, foi a vez de Fernando I, dar o título de príncipe de Girona ao seu primogénito. Atualmente o título de Princesa das Astúrias é da Princesa Leonor.

Durante o séc. XII, a cidade de Girona viu a comunidade judaica crescer substancialmente, criando uma das escolas cabalísticas mais importantes de toda a Europa. A presença desta comunidade manteve-se na cidade até ao final séc. XV, quando os Reis Católicos baniram o judaísmo da Espanha.

Girona foi durante anos uma cidade em constante sobressalto, com inúmeros cercos. Se durante muito tempo isso aconteceu devido aos mouros, a partir do séc. XVII foram os franceses que tentaram inúmeras vezes conquistaram a cidade.

5 cidades fora do roteiro - Girona
Girona

O que visitar em Girona

Comece a sua visita com um belo passeio pelo centro histórico de Girona. Ali encontrará um dos bairros judeus mais bem conservados do mundo, o El Call, bem como o Museu da História Judaica. Neste museu é possível conhecer um pouco mais sobre a história do povo judeu na Catalunha, essencialmente durante a Idade Média.

Siga para a Catedral de Girona construída no séc. XI, em estilo românico. Esta localiza-se na parte mais alta da cidade e é conhecida pelos seus detalhes barrocos assim como por possuir a maior nave gótica do mundo. Localizado dentro da Catedral temos o Museu d’Art de Girona.

Outro monumento que não pode perder é o Monastério de Sant Pere de Galligants, um belo mosteiro beneditino do séc. XII, que abriga o Museu Arqueológico de Girona. Bem ao lado localiza-se a capela de Sant Nicolau.

Mas são as Casas del Onyar que são um dos cartões postais de Girona. Esta belas casinhas coloridas do séc. XIX, localizam-se nas margens do Rio Onyar e dão um bela fotografia.

Casas del  Onyar - Girona
Casas del Onyar

Visite também a Basílica de Sant Feliu, bela igreja de estilo românico, que foi a primeira catedral de Girona. Construída no séc. XVII, sofreu diversas alterações que levaram a que na atualidade possua uma torre gótica e uma fachada barroca. Mas é a sua magnífica escadaria que a tornam famosa.

Já os Banhos Árabes localizam-se num edifício romano, do séc. XII. Foi idealizado segundo os banhos muçulmanos do Norte de África, mas a ornamentação do seu edifício é bem romana. O complexo divide-se em cinco ambientes, isto é, em vestiários, sala fria, quarto quente, sala do forno e sala das caldeira.

Se gosta de ler sobre termas romanas leia também As Termas de Antonino no Sítio Arqueológico de Cartago

Girona é um dos destinos que os turistas que visitam Barcelona gostam de visitar, fazendo um bate e volta da cidade. Mas na minha opinião Girona merece mais do que apenas um dia para visitá-la.

Leia mais sobre o nosso segundo dia em Descobrir Barcelona em 3 dias

Vitoria-Gasteiz – Uma das 5 cidades fora do roteiro em Espanha

A cidade de Vitoria-Gasteiz é a capital do País Basco e sede das instituições governamentais. Foi já considerada por várias vezes como a melhor cidade para se viver de Espanha e aqui encontrará uma cidade que agrada a todos, pois combina história, com natureza e uma magnífica gastronomia.

Veja a nossa opção de hotéis em Vitoria-Gasteiz

5 localidades fora do roteiro - Vitoria-Gasteiz
Vitoria-Gasteiz

História

A cidade recebeu o nome de Nova Vitoria, em 1181, quando o Rei D. Sancho VI de Navarra funda esta localidade ao lado da pequena aldeia já existente de Gasteiz. Nova Vitoria surgiu assim da necessidade de criar uma linha defensiva por parte do reino de Navarra, para proteger o seu território dos ataques do reino de Castela, mesmo após a assinatura do Tratado, que delimitava as fronteiras dos dois reinos. Em 1200, Alfonso VIII de Castela consegue conquistar Vitoria e anexou a cidade ao reino de Castela, após um cerco de quase 8 meses.

Já durante o séc. XV, Juan II de Castela concedeu a Vitoria o título de cidade e a partir daí esta foi sendo ampliada. Assim, a sua típica estrutura feudal foi sendo consolidada e a classe alta foi ganhando poder em detrimento do povo, ficando cada vez mais patente as diferenças sociais.

Em 1980 Vitoria-Gasteiz tornou-se a capital da Comunidade Autónoma Basca.

O que visitar em Vitoria-Gasteiz

Inicie a sua visita pelo belo centro medieval de Vitoria, onde as ruas medievais se misturam com a arquitectura renascentista e neoclássica. Vá até à Plaza de la Virgem Blanca e veja a bonita Iglesia San Miguel, construída no séc. XIV e onde se encontra a imagem da padroeira de Vitoria-Gasteiz, a Virgem Branca.

Torre da Igreja de São Miguel
Torre da Igreja de São Miguel

Veja também a Catedral Velha ou Catedral de Santa Maria, um belíssimo templo gótico, do séc. XIII, declarado Património da Humanidade, pela UNESCO, desde 2015.

Leia também Descobrir a Catedral de São Nicolau, em Friburgo

Bem próximo à catedral encontrará o Palácio Escoriaza-Esquibel, construído no séc. XVI, sob a ordem de Fernan Lopez Escoriaza, é um belo palácio renascentista com um magnífico pátio plateresco, denominado “pátio do amor”.

Visite também a Casa del Cordón, que resulta da conjugação de várias construções sobrepostas. Ou seja, no local existia uma bela torre do séc XIII, e à sua volta foi construída uma casa de um mercador judeu, no séc. XV. Posteriormente, sofreu obras de requalificação para albergar um banco. Assim, ao visitar um local ficará com a impressão que está em vários edifícios diferentes.

Outra das igrejas que não pode perder é a Iglésia San Pedro Apóstol, de estilo gótico, construída no séc. XIV e que foi considerada Monumento Histórico-Artístico Nacional. Os principais elementos de destaque são a sua bela fachada gótica bem como várias ruínas de elementos fortificados.

Em Vitoria-Gasteiz encontrará ainda a Catedral Nova ou Catedral de María Inmaculada, de estilo neogótico. Esta foi construída já no séc. XX. A catedral alberga o Museu de Arte Sacra, onde encontrará vestígios dos primeiros cristãos a habitar a região.

Vitoria-Gasteiz é uma cidade bem dinâmica e desenvolvida em várias áreas como a saúde, a aeronáutica bem como a viticultura. Assim, visitar esta cidade bem eclética torna-se uma experiência única. Assim, não poderia deixar de estar na minha lista de 5 cidades fora do roteiro em Espanha.

Gostou da nossa escolha de 5 cidades fora do roteiro em Espanha? Ou acrescentaria mais alguma?

Afiliados

Vai viajar? Já reservou o seu hotel? Este blog tem parceria com o Booking. Se pretende fazer a sua reserva para ficar alojado em Espanha, contrate o serviço aqui e estará a ajudar o nosso blog, já que o nosso trabalho é voluntário.

Não deixe de fazer o seu seguro de viagem ou se preferir um seguro de acidentes de viagem para tornar a sua viagem mais tranquila. Por isso, a WorldNomads tem um conjuntos de seguros de viagens simples e flexíveis adequado às suas necessidades.

Ainda não adquiriu a passagem aérea? Viaje com a Iberia e adquira voos a preços maravilhosos. Assim, ajuda o blog a manter-se.

Similar Posts

5 thoughts on “5 cidades fora do roteiro…Espanha
  1. Fala ´serio que postagem incrível !! EU sou alucinada pela espanha!! Já estou ansiosa para fazer o seu roteiro!!
    Amo toledo, mas confesso que me encantei por Girona, não conhecia, que lugar lindo!!!

  2. Muito interessante conhecer o que fazer nessas 5 cidades espanholas fora do roteiro comum Madrid e Barcelona. Cada uma com sua história e destaques turísticos que dá vontade de conhecer todas. Estou com viagem para a Espanha marcada e certamente incluirei Girona e Toledo no roteiro já.

  3. Uma lista incrível sobre cidades fora do roteiro na Espanha. Realmente sempre vejo as pessoas falando muito de Barcelona e MAdrid, mas é isso. Adoro sair fora do convencional e sua lista me inspirou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.