Destinos Europa Ilhas Ilhas dos Açores Portugal

As artes, festas e tradições dos Açores

As artes, festas e tradições dos Açores

Hoje decidimos fugir um pouco ao tema Natal e resolvemos falar sobre as artes, festas e tradições do Arquipélago dos Açores. A cultura açoriana resulta da interação entre o mar e a terra, entre o religioso e o quotidiano e mesmo após muitos dos usos e costumes se serem perdido ao longo dos anos, a verdade é que algumas se mantêm intactas até aos dias de hoje. Assim, visitar qualquer uma das ilhas deste bonito arquipélago e participar in loco das suas artes, festas e tradições será uma experiência que jamais esquecerá.

Maravilhas Naturais de São Miguel
Nós na Fábrica do Chá de Porto Formoso

Artes e Ofícios

O artesanato é um dos principais destaques entre as artes e ofícios da população açoriana. Materiais como a madeira, os dentes de baleia, as escamas do peixe, o basalto, entre outros, acabaram por tornar o artesanato dos Açores uma referência nas artes e ofícios.

Veja quais As Maravilhas Naturais de São Miguel nos Açores

Olaria e Cerâmica

A Olaria e a Cerâmica são duas das tradições ancestrais que se mantêm vivas até aos dias de hoje. Estas resultam do trabalho de mãos habilidosas que modelam o barro e a argila, obtendo peças magníficas. O barro vermelho surge como matéria prima de peças únicas que até à bem pouco tempo eram utilizadas no quotidiano das populações locais. A cerâmica tradicional teve um contributo primordial para a identidade cultural dos Açores.

As artes, festas e tradições dos Açores
Tintas utilizadas na pintura das cerâmicas

Tecelagem

Umas das artes e ofícios que ainda se mantém um pouco por todo o arquipélago é a tecelagem, feita em antigos teares e considerada uma das expressões mais belas do artesanato local. Nestes teares são feitas colchas, cobertores e malas com lã, linho e até algodão. Algumas destas colchas são feitas em alto relevo e tiveram origem no século XVI. Para admirar este magnífico trabalho assim como outros, não deixe de visitar a Cooperativa de Artesanato Nossa Senhora da Encarnação, na ilha de São Jorge.

As artes, festas e tradições dos Açores
Tear exposto no Museu Municipal da Ribeira Grande

Escamas de Peixe

O trabalho feito com escamas de peixe é um ofício transmitido de geração em geração. Ou seja, arte de transformar escamas de peixe em bonitos arranjos florais é transmitida de pais para filhos. Inicialmente, as escamas são tingidas para posteriormente serem cortadas e lhes ser dada a forma de pétalas e folhas. Caso deseje ver como ocorre todo o processo poderá visitar a Escola Regional de Artesanato do Pico.

Descubra quais Os mais belos Miradouros de São Miguel

Festas tradicionais

Grande parte das festas tradicionais açorianas têm origem religiosa. Sendo as romarias uma das tradições mais enraizadas do Arquipélago. Estas começaram em Vila Franca do Campo, após um terramoto, em 1522, onde metade da população ficou soterrada. Naquela altura, as catástrofes naturais eram vistas como um castigo de Deus, assim todos os sobreviventes desse terramoto decidiram construir uma igreja e todas as quartas-feiras seguiam em romaria até lá, entoando o cântico “Ave Maria”. Com o tempo, o ritual acabou por se espalhar para as restantes ilhas, tendo-se mantido até aos dias de hoje.

Vejas quais As melhores praias da Ilha de São Miguel nos Açores

Festas do Espírito Santo

As Festas do Espírito Santo ocorrem nas 9 ilhas do Arquipélago dos Açores, durante as semanas que vão desde o Domingo de Páscoa até ao Domingo da Santíssima Trindade, sendo o dia principal o Domingo de Pentecostes. Estas festas, em território açoriano, terão tido inicio a partir dos finais do século XV. E a verdade é que até aos dias de hoje, a devoção ao Espírito Santo se mantém por todo o arquipélago, tendo inclusive os emigrantes levado estas festas para os países para onde foram.

As artes, festas e tradições dos Açores
Zona dedicada às Festas do Divino Espírito Santo no Museu do Emigrante

O culto ao Espírito Santo surgiu em Portugal continental por influência do apostolado das ordens religiosas e depressa se espalhou para os arquipélagos. Esta devoção assenta na fraternidades dos povos, cujos principais ingredientes da festa são a abundância, a partilha e a amizade. Dependendo da ilha onde se encontra perceberá que estas festas variam um pouco, contudo os princípios são os mesmos. Ou seja, por todo lado, haverá cerimónias religiosas, partilha de refeições, assim como iniciativas comunitárias.

Festas do Senhor Cristo dos Milagres (São Miguel)

As Festas do Senhor Cristo dos Milagres é o mais importante festival religioso do Arquipélago dos Açores, principalmente na Ilha de São Miguel. Estas realizam-se no quinto Domingo após a Páscoa, mas as festividades iniciam na sexta-feira antes e terminam apenas na quinta-feira seguinte. Milhares de emigrantes regressam às suas casas por esta altura e Ponta Delgada transforma-se numa cidade cheia de música ao vivo, as ruas decoradas com bonitas flores, os monumentos e as praças todas iluminadas e várias actividades estão disponíveis para as crianças. As principais comemorações ocorrem no Campo de São Francisco e no Convento da Esperança.

Igreja de São José
Campo de São Francisco com a Igreja de São José ao fundo

O Senhor Cristo dos Milagres é uma relíquia de madeira, de um artista anónimo, que pode ser vista no convento Nossa Senhora da Esperança, em Ponta Delgada. Esta relíquia representa Ecce Homo e a sua devoção remonta ao século XVII, quando a estátua foi encontrada, junto ao convento de Caloura.

Por aquela altura, as freiras do Convento andavam desanimadas com a baixa afluência da população à igreja e pediam constantemente nas suas orações uma nova imagem de Cristo, que restituisse a fé dos locais. Certo dia, um navio que navegava ao longo da ilha foi atacado e destruído por piratas, tendo parte das suas coisas ficado à deriva no mar. Por sorte, as freiras num passeio à beira do oceano encontraram uma caixa que continha no seu interior um bonito busto de Cristo. A partir daí a fé das populações locais voltou a surgir e a estátua foi exposta no convento.

Romeiros (São Miguel)

Os Romeiros de São Miguel são grupos de homens católicos, denominados de ranchos, que dão a volta à ilha, visitando visitar a maior parte das Igrejas e Ermidas da Ilha de São Miguel, enquanto cantam e rezam durante o percurso. Todos eles vestem uma indumentária tradicional, composta por um xaile pelos ombros, um lenço ao pescoço, saco para os alimentos, bordão e terço na mão.

As artes festas e tradições dos Açores
Igreja do Convento de Nossa Senhora da Esperança

Esta é uma tradição quaresmal, inicialmente designada Visita às casinhas de Nossa Senhora, que terá tido início no século XVI. Nessa altura centenas de homens, divididos em grupos começaram a percorrer a ilha a pé, de forma a pagarem as suas promessas ou as de outrém, que não as podiam cumprir. Juntos rezavam em todas as igrejas que tivessem uma altar dedicado à Virgem.

Semana do Mar (Faial)

A Semana do Mar é um festival náutico, feira de gastronomia e artesanato, animação musical entre tanta outras coisas, que ocorre na Horta, na Ilha do Faial. Decorre a partir do primeiro Domingo de Agosto e durante uma semana, sendo um dos maiores eventos da ilha.

Ilha do Faial
Paisagem da Ilha do Faial

Este festival iniciou-se em 1975, com a realização de vários eventos que pretendiam celebrar a chegada da regata internacional de veleiros, a “1975 Sailing Race to Horta”, com partida de Portsmouth. Durante uma semana os velejadores assim como os faialenses assistiam a várias regatas, concursos, passeios turísticos, entre outros.

Cais de Agosto (Pico)

O Cais de Agosto é um festival musical que ocorre em São Roque, na Ilha do Pico. No último fim de semana de Julho São Roque recebe inúmeros visitantes que dão vida a esta pequena ilha. Este festival ajuda a dinamizar a economia local e satisfaz todo o tipo de visitante, pois aliado ao festival musical surgem também as marchas populares, o festival de folclore e ainda a feira gastronómica.

Património Mundial da UNESCO em Portugal
Vinhas na ilha do Pico

Festas da Madalena (Pico)

As Festas da Madalena são as maiores festas do concelho de Madalena, na ilha do Pico. Estas festas em honra de Santa Maria Madalena ocorrem na terceira semana de Julho, de forma ao ponto mais alto ocorrer a 22 de Julho, data da Padroeira da Vila. Esta festa tradicional da ilha do Pico é uma festa católica caracterizada pela procissão solene, cerimónias litúrgicas, música e dança. Ou seja, apesar de ser uma festa católica possui uma vertente sociocultural bem significativa, que torna esta tradicional festa ainda mais especial.

Festas da Praia ( Terceira)

As Festas da Praia ocorrem na primeira semana de Agosto e realizam-se desde a segunda metade da década de 1970. Após o 25 de Abril e com o decréscimo da popularidade das Festas Sanjoaninas, a Praia da Vitória e as suas gentes foram desafiadas a organizar um evento que visava revitalizar as Sanjoaninas. Toda a população da pequena localidade se empenhou em produzir o melhor evento de sempre. E a verdade é que o sucesso foi de tal ordem que ainda hoje estas festas ocorrem, sendo o dia das Marchas de São João, o dia de maior sucesso. Contudo, de forma a não coincidir as Sanjoaninas realizadas em Angra do Heroísmo, as festas da Praia foram mudadas para Agosto.

Atualmente, as Festas da Praia são um evento de música e dança, onde os tradicionais desfiles não podem faltar. Nomeadamente, o desfile infantil assim como o desfile etnográfico. Mas também é possível a Feira de Artesanato e de Gastronomia.

Cais das Poças (Flores)

A Festa do Cais das Poças ocorre no início de Agosto, no concelho de Santa Cruz das Flores, na ilha das Flores. Considerada a maior festa do grupo Ocidental, o Cais das Poças teve início em 2010. A ideia foi criar uma festa voltada para o mar e cujo objetivo é oferecer um conjunto de experiencias identitárias da Ilha das Flores. Todo o programa é pensado para abranger as várias gerações que visitam a festa. Ou seja, durante os dias do Cais das Poças prepare-se para participar no torneio de pesca desportiva, assistir ao cortejo etnográfico e provar algumas das melhores iguarias típicas da ilha.

Estas são algumas das mais famosas festas tradicionais de todo o Arquipélago dos Açores mas existem várias outras festas espalhadas pelas várias ilhas.

Outras festas e tradições à volta do mundo

Afiliados

Vai viajar? Já reservou o seu hotel? Este blog tem parceria com o Booking. Cada vez reserva o seu hotel através do nosso blog, está a ajudar-nos, já que o nosso trabalho é voluntário.

Não deixe de fazer o seu seguro de viagem ou se preferir um seguro de acidentes de viagem para tornar a sua viagem mais tranquila. Pois a WorldNomads tem um conjuntos de seguros de viagens simples e flexíveis adequado às suas necessidades.

Ainda não adquiriu a passagem aérea? Viaje com a TAP e adquira voos a preços maravilhosos. E assim ajude o blog a manter-se.

Precisa de carros? Não deixe de reservar o seu carro com a DiscorverCars e obtenha os melhores preços.

Similar Posts

2 thoughts on “As artes, festas e tradições dos Açores
  1. Fiquei encantada em decobrir com você sobre as artes, festas e tradições dos Açores, sou apaixonada por Portugal e tudo deste país me encanta.
    Você nos apresentou detalhes tão especiais deste arquipélago neste post, que me deu vontade de voltar à terrinha e dar um pulinho em cada cantinho destes para conhecer ainda mais sobre suas tradições e cultura. Adorei!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.