Destinos Europa Faro Portugal Roteiros

Descobrir Tavira

Descobrir Tavira

Agora que estamos em pleno Inverno e com saudades do calor decidi falar-vos de uma bonita cidade da região do Sotavento Algarvio, Tavira. Venha connosco descobrir Tavira.

Situada às margens do Rio Gilão, Tavira é uma das cidades mais bonitas do Algarve, possuindo uma mescla de elegantes edifícios, ruas de paralelos e praças, que lhe conferem um ambiente de uma vila piscatória bem tradicional.

Ao visitar esta região irá encontrar vestígios que indicam que a mesma foi habitada por fenícios, cartagineses, gregos, túrdulos e romanos. Sabe-se que entre os séc. VIII e XIII foi dominada pelos árabes até ser conquistada, em 1242, pelos Cavaleiros da Ordem de Santiago, comandados por D. Paio Peres Correia. Em 1520, foi elevada a cidade, pelas mãos de D. Manuel I.

Para conhecer Tavira tem que se deixar perder pelas ruelas charmosas e encantadoras e maravilhar-se pelos seus bonitos edifícios, tendo em atenção que os edifícios históricos da cidade, foram construídos posteriormente a 1755, pois nesse ano houve um terramoto que devastou a cidade.

Descobrir Tavira
Tavira

Roteiro

Para descobrir Tavira inicie o percurso no Mercado da Ribeira, um bonito edifício em ferro forjado, datado do séc. XIX, que abrigou até 1999, o mercado central e que actualmente, após obras de reabilitação, é composto por lojas, restaurantes e bares e siga em direcção ao belo Jardim do Coreto, local onde se costuma fazer um pequeno mercado de produtos regionais.

Jardim do Coreto

Dirija-se para o centro da cidade, mais propriamente para a Praça da República, onde está situada o edifício dos Paços do Concelho, cuja fachada possui o Brasão da cidade e o rosto esculpido de D. Paio Peres Correio.  Pudemos ver ainda um belo monumento aos combatentes da I Grande Guerra Mundial.
Logo ali encontrará também o Núcleo Museológico Islâmico, um dos polos do Museu Municipal de Tavira e que possui um diversificado espólio arqueológico do período medieval islâmico na cidade, alguns deles provenientes de várias escavações desenvolvidas no último ano.


Sendo Tavira uma cidade com uma longa tradição católica, com mais de 30 igrejas prontas a serem descobertas é natural encontrar uma a cada canto. Assim, logo que passa a Porta de D. Manuel I encontrará a
 Igreja da Misericórdia, localizada junto à Porta D. Manuel I., obra do mestre pedreiro André Pilarte. Esta é uma bela igreja renascentista, do séc. XVI, especialmente conhecida pelos seus magníficos retábulos barrocos e os seus 18 painéis de azulejos figurativos azuis e brancos, datados do séc. XVIII.Continue caminhando até chegar à Porta de D. Manuel I e estará entrando “Vila a Dentro”. Esta porta terá sido construída no reinado de D. Manuel I, para permitir a comunicação com a então Praça da Ribeira.

Porta D.Manuel

Continue o percurso até chegar à Igreja de Santa Maria do Castelo, a igreja com maior destaque na cidade. Datada do séc. XIII, terá sido construída no local de uma antiga mesquita, no Alto de Santa Maria, após a conquista de Tavira, pela Ordem de Santiago, em 1242. É constituída por vários estilos arquitectónicos, como o gótico, barroco, manuelino e neoclássico, algo resultante das reconstruções que foi sofrendo ao longo dos séculos, nomeadamente após o sismo de 1755, que provocou uma tremenda destruição da mesma. Aqui jazem as sepulturas de sete Cavaleiros da Ordem de Santiago e acredita-se que abrigue também a sepultura do Grão-Mestre, Dom Paio Peres Correia.

Igreja Santa Maria do Castelo
Igreja Santa Maria do Castelo

Visite de seguida o Castelo de Tavira, classificado como Monumento Nacional e uma das atracções da cidade. Este belo castelo medieval, de origem fenícia, terá sido conquistado aos mouros, em 1240, pelas forças de D. Paio Peres Correia, Mestre da Ordem de Santiago.
As suas belas torres oferecem uma das paisagens mais bonitas da cidade e de toda a região envolvente, enquanto que o seu magnífico jardim é o local ideal para descansar nos dias de calor. O acesso ao Castelo é gratuito.
Junto ao Castelo encontrará a Torre de Tavira, um antigo reservatório de água que actualmente, na sua câmara obscura nos proporciona uma vista de 360º de Tavira.

 

Caminhe pela cidade dirigindo-se de novo para a Praça da República e siga para a Ponte Romana. Esta é um dos cartões postais da cidade e como tal, ponto obrigatório de visita. Situada no centro da cidade, esta bela ponte une as duas margens do Rio Gilão. Acredita-se que este era o local de uma ponte romana do séc. III, que foi reconstruída durante o período medieval. Sofreu várias modificações ao longo dos séculos, mantendo-se com a configuração adquirida no séc. XVII. A partir de 1989 passou a ser uma ponte pedonal.

Descobrir Tavira - Ponte Pedonal
Ponte Romana

Atravesse a ponte e dirija-se para umas das praças mais bonitas da cidade, a Praça Dr. António Padinha, onde é possível encontrar um belo jardim, uma estátua de Dom Marcelino Franco e ainda a Igreja de São Paulo. Esta última é uma antiga igreja conventual dos frades eremitas de São Paulo, mandada construir em 1606. É conhecida pela sua fachada desornamentada, pela sua planta em cruz latina com uma única nave e pelo Retábulo de Nossa Senhora do Carmo, de 1730.

Siga em direcção a mais um dos pólos do Museu Municipal de Tavira, a Ermida de Santa Ana, um dos edifícios religiosos mais antigos da cidade. Terá sido erigida no início do séc. XIV e passando a funcionar como uma capela privada, integrada no Palácio do Governador do Algarve. Esteve abandonada algum tempo, até que por volta de 2006 foi remodelada, sendo actualmente um palco de actividades culturais.

Se tiver interesse poderá visitar o restante Museu Municipal de Tavira, conhecido por ser um museu de território, polinucleado e multitemático, composto por vários pólos, nomeadamente o Palácio da Galeria (com exposições que abordam a História e a diversidade do património concelhio), o Núcleo Museológico de Cachopo (enaltece a vertente serrana do concelho desde os tempos pré-históricos), Núcleo Arqueológico do Bairro Almóada (com a exposição de vestígios de um bairro almóada), a Ermida de São Sebastião (magnífica ermida medieval) e o Centro Interpretativo do Abastecimento de Água de Tavira (antiga estação elevatória das águas).

 

Se estiver de visita à cidade não pode deixar de passar pelas Salinas, localizadas em pleno Parque Natural da Rio Formosa. Aqui encontrará os montes brancos de flor de sal salpicados com pernas-longas e flamingos, conferindo uma paisagem deslumbrante e seguir até ao Mercado Municipal onde poderá comprar fruta, peixe e maravilhosas especiarias.

Mercado Municipal

Outro local de visita obrigatória é o Forte de Santo António de Tavira, localizado na foz do Rio Gilão. Terá sido construído no séc. XVI, a mando de D. Sebastião, de forma a proteger a entrada na barra e, simultaneamente, a cidade.

Forte de Tavira
Imagem de jacqueline macou por Pixabay

E claro que não pode deixar de visitar as belíssimas praias das redondezas, nomeadamente a Ilha de Tavira, a Praia de Cabanas e as Praias da Terra e do Barril.

Este blog tem parceria com o Booking. Se pretende fazer a sua reserva para ficar alojado em Tavira, contrate o serviço aqui e estará a ajudar o nosso blog, já que o nosso trabalho é voluntário.

Vai viajar ? Não deixe de fazer o seu seguro de viagem ou se preferir um seguro de acidentes de viagem. A WorldNomads tem um conjuntos de seguros de viagens simples e flexíveis adequado às suas necessidades.

 

Caso queira ler mais sobre o Algarve, não deixe de ver os nossos artigos

Similar Posts

4 thoughts on “Descobrir Tavira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.