Atracções Destinos Espanha Europa Roteiros

Roteiro em Sevilha: 2 dias na cidade espanhola

Roteiro em Sevilha

Sevilha é uma cidade cheia de história, cultura e muita animação, sendo considerada por muitos como a cidade mais bonita da Andaluzia e até da Espanha. Com o maior centro histórico da Europa, caracteriza-se pelas fortes influências árabes, ruas sinuosas e arquitetura mudéjar. Sevilha tem de facto muito a oferecer para quem a visita, assim decidimos partilhar convosco o nosso roteiro em Sevilha.

Veja a nossa Dica de hotel em Sevilha: Holiday Rentals Los Salados

Sevilha

Hispal, como era inicialmente conhecida terá sido fundada pelos tartessos, por volta do século XIII a.C.. Mais tarde, foi ocupada pelos fenícios, cartagineses e romanos, tendo estes últimos batizado a cidade de Híspalis. Depois de passarem pelas mãos dos visigodos foram tomados pelos mouros, que mais uma vez lhe mudaram o nome, desta vez para Ishbiliya, que foi derivando até chegar ao nome atual. Por esta altura a sua riqueza cultural foi crescendo grandemente e alguns dos seus mais famosos edifícios foram construídos. Mais tarde, durante o reinado de Fernando III de Castela, os cristãos reconquistaram a cidade e muitas das mesquitas árabes foram transformadas em igrejas e catedrais.

Ruas de Sevilha
Ruas de Sevilha

No final do século XV, a descoberta da América por Cristóvão Colombo e consequente conquista do Novo Mundo, Sevilha tornou-se o primeiro porto de saída para a América. Com o tempo tornou-se também um dos principais portos castelhanos no comércio internacional. E novos e magníficos edifícios foram construídos na cidade, até porque Sevilha acabou por se tornar a cidade mais rica e cosmopolita de Espanha. Mas como normalmente depois de tempos prósperos surge a crise, Sevilha a partir do século XVII viu a sua sorte mudar. Inicialmente com o assoreamento do leito do rio, depois com as invasões francesas e mais tarde com a Guerra Civil Espanhola.

Veja Onde comer em Sevilha: as nossas escolhas

Mas como qualquer bom lutador, Sevilha soube-se reerguer, sendo hoje uma cidade próspera , cosmopolita e uma das principais cidades de Espanha. Um dos acontecimentos mais importantes para esse crescimento foi a Exposição Universal de Sevilha, em 1992, que voltou a colocar a cidade no topo dos destinos turísticos.

Onde se localiza Sevilha

Sevilha é a capital da região da Andaluzia, localizada no sul da Espanha. Está situada a cerca de 122 km de Cádiz, 141 Km de Málaga e 205 Km de Málaga. Por outro lado, também se localiza perto de Portugal, estando a apenas 150 km de Monte-Gordo, no Algarve ( local de onde partimos).

Com cerca de 700 mil habitantes é a quarta maior cidade de Espanha, encontrando-se situada às margens do Rio Guadalquivir.

Quando visitar Sevilha

Sevilha é uma cidade extremamente quente, não tendo um Inverno muito rigoroso. Assim, aconselhamos a visitar Sevilha fora dos meses mais quentes do Verão Europeu. Sendo a altura ideal a Primavera e o Outono, em que os dias não são extremamente quentes e ainda são dias longos. Já no Inverno, apesar do clima ameno, os dias são mais curtos e chove bastante. Nós como gostamos de ser do contra visitámos Sevilha precisamente no Verão, em pleno mês de Julho, tendo apanhado temperaturas de 48º C.

Roteiro em Sevilha: 1º Dia

O primeiro dia do nosso roteiro em Sevilha começou pelas atrações mais próximas do nosso alojamento, até porque já chegámos à cidade junto da hora de almoço.

Museo de las Ilusiones

O primeiro local a que fomos foi o Museu das Ilusões. Este é um museu com cerca de 70 exposições, que pretendem enganar a mente. É um museu interactivo, cujo objectivo é fazer com que os visitantes se divirtam enquanto observam cenas que o cérebro não consegue entender.

Roteiro em Sevilha
Museu das Ilusões

Venha Descobrir os Museus de Sevilha

Bairro de Triana

Depois de almoço seguimos em direção ao Bairro de Triana, localizado do outro lado do Rio Guadalquivir, onde nasceu o Flamenco. Para tal atravessámos a Ponte de Isabel II, conhecida como Ponte de Triana. O histórico bairro de Sevilha é conhecido pelo seu povo animado, maioritariamente composto por artistas de flamenco, toureiros e artistas de cerâmica.

Logo após passar a Ponte de Triana encontrámos o Mercado de Triana e o Museu do Castelo de São Jorge. Este terá sido um castelo de origem visigótica, construído com o objetivo de defender a cidade.

Museu do Castelo de São Jorge
Museu do Castelo de São Jorge

Seguimos depois em direção ao Centro de Cerâmica de Triana, localizado naquela que foi uma das últimas fábricas de cerâmica do Bairro, a Cerâmica Santa Ana. O museu abriu portas em 2014, com o objetivo de mostrar a história da tradição cerâmica em Triana. E de igual modo servir como local de receção aos que visitam o Bairro. Ali poderá perceber como era desenvolvido todo o processo de fabricação das famosas cerâmicas de Triana. Além disso tem ainda uma Sala de Exposições Permanentes com várias peças de cerâmica, quadros e outras peças importantes.

Roteiro em Sevilha
Centro de Cerâmica de Triana

Metropol Parasol

Dado o calor que se fazia sentir decidimos ir dar um mergulho na piscina do hotel, jantar e depois seguir até à última atração do dia, o Metropol Parasol. Este, localizado na Plaza de la Encarnación é uma gigante estrutura de madeira, com um miradouro e uma passarela no seu topo. Conhecido também como “Las Setas”, foi inaugurado em 2011 e tinha como objetivo ser a maior construção de madeira do mundo. Projetado pelo arquiteto alemão Jurgen Mayer, teve como objetivo a revitalização da praça e a integração no edifício dos achados arqueológicos de uma colónia romana. Ou seja, no piso térreo do Metropol é possível encontrar um pequeno museu, o Antiquarium, que exibe achados arqueológicos romanos, encontrados durante as obras do monumento.

Metropol Parasol
Metropol Parasol

Roteiro em Sevilha: 2º Dia

Para o segundo dia do nosso roteiro em Sevilha decidimos visitar o Centro Histórico, bem como as principais atrações da cidade.

Bairro de Santa Cruz

Assim fomos em direção ao Bairro de Santa Cruz, o coração da cultura andaluza. Este antigo bairro judeu é caracterizado pelo labirinto de ruelas, pátios andaluzes, pequenos jardins e casas coloridas, sendo por si só uma autêntica atração.

Ruas do Bairro de Santa Cruz
Ruas do Bairro de Santa Cruz

Há muitos séculos atrás Sevilha tinha a maior comunidade judaica da Espanha, assim quando Dom Fernando III de Castela conquistou a cidade, decidiu dar este bairro aos judeus. Aqui durante algum tempo, estes conseguiram viver com liberdade, até à altura que começaram a ser perseguidos e mortos caso não se convertessem ao cristianismo. No final do século XV todos os judeus foram expulsos da cidade e o bairro ficou abandonado.

Catedral de Santa Maria de la Sede de Sevilha e La Giralda

Iniciámos a incursão neste bairro com a visita à Catedral de Sevilha, construída entre o século XV e o século XVI, no local da antiga mesquita almodoa de Sevilha, tomada aos mouros. Esta é a maior catedral gótica cristã do mundo. Foi construída para mostrar ao mundo a riqueza e poder da cidade de Sevilha. Os principais destaques da Catedral são o túmulo de Cristóvão Colombo, a Capela Real, o Quarto do Tesouro além de inúmeras pinturas de vários artistas importantes.

Catedral de Sevilha
Catedral de Sevilha

Leia também Curiosidades sobre Génova

A La Giralda é a torre sineira da Catedral, com cerca de 105 metros de altura. Além de muito bonita e fotogénica é visível de toda a cidade, tornando-se um ponto de referência para todos. Construída no século XII, era o minarete da Mesquita existente no local. Foi a única coisa da mesquita que não foi totalmente destruída. No topo da Torre é possível ver uma estátua chamada de Giraldillo, que representa a fé e que deu o nome à Torre.

La Giralda
La Giralda

Real Alcázar de Sevilha

Depois de visitada a Catedral seguimos em direção ao Real Alcázar de Sevilha. Este é um palácio real mouro de beleza ímpar, cuja herança árabe está patente em cada detalhe. Desde os magníficos ornamentos até os azulejos mudéjares em cada porta, arco, sala ou pátio. Ou seja, ao longo de toda a visita encontrámos bem patente as diversas influências mouriscas e cristãs. É uma autêntica joia arquitetónica. Além do edifício em si, visitámos também os maravilhosos jardins, cheios de atrações a descobrir.

Venha Descobrir o Real Alcázar de Sevilha

Roteiro em Sevilha
Real Alcázar de Sevilha

Museu Bellver

Depois de visitados os principais monumentos do Bairro de Santa Cruz e de termos almoçado seguimos o nosso roteiro em Sevilha, indo até o Museu Bellver. Localizado na Casa Fabiola, este é um pequeno museu dedicado à pintura andaluza. A Casa Fabiola é um edifício do século XVI, tipicamente sevilhano, com um belo pátio central. O espólio do museu engloba cerca de 1000 peças, expostas em 13 salas distintas. Essas peças foram doadas por Mariano Bellver à Câmara Municipal de Sevilha.

Museu Bellver
Uma das salas do Museu Bellver

Acuario de Sevilha

Como o calor se fazia sentir decidimos mudar o nosso roteiro em Sevilha e fomos até ao Acuario de Sevilha. Este é um novo e moderno aquário, que abriu portas em 2014 e que pretende seguir a jornada de Fernão de Magalhães, na primeira circunavegação do globo. Ou seja, os visitantes começam a sua jornada no Rio Guadalquivir, seguindo para o Oceano Atlântico até à Amazónia e ao Oceano Pacífico. Ali verão tanto espécies de água doce como espécies de água salgada, espalhados por 35 tanques completamente distintos.

Parque Maria Luisa

Após visitarmos o aquário seguimos até ao Parque Maria Luisa. Este é o pulmão da cidade de Sevilha, sendo um bom refúgio para os dias quentes de Verão. Ao longo deste gigante parque encontrará inúmeras atrações. O Parque Maria Luisa foi criado como parte dos Jardins do Palácio de São Telmo. Anos mais tarde, acabou por ser doado à cidade, sendo um dos espaços mais bonitos de Sevilha. De entre as várias atrações do Parque Maria Luisa destaca-se o Pavilhão Plateresco, que alberga o Museu Arqueológico assim como o Pavilhão Mudéjar, onde se localiza o Museu das Artes e Costumes Populares.

Plaza de Espanha

Depois de exploradas grande parte das atrações do Parque Maria Luisa, fomos caminhando em direção à famosa e icónica Praça de Espanha. A gigante praça é caracterizada por um magnífico edifício ladeado por duas belas torres barrocas assim como um canal atravessado por 4 pontes, simbolizando os 4 reinos antigos de Espanha. Possui ainda 52 bancos de azulejos, cada um deles representado uma das províncias da Espanha. Projectada por Aníbal González para a Exposição Ibero-Americana de 1929, a Praça de Espanha reflete bem o estilo renascentista espanhol.

Praça de Espanha
Praça de Espanha

Torre del Oro

Cansados e cheios de calor decidimos dar o nosso dia por terminado e assim por fim ao nosso roteiro por Sevilha, mas não sem antes passar pela Torre del Oro. Esta é uma torre milenar defensiva, construída com funções de vigia e defesa contra eventuais invasões e que fazia parte da muralha da cidade. Mais tarde serviu como cofre das riquezas sevilhanas, vindas das colónias espanholas. Atualmente, abriga o Museu Naval, cujo acervo alberga antigos instrumentos de navegação, maquetes e mapas marítimos.

Museus de Sevilha
Torre del Oro

Ainda tivemos mais um dia em Sevilha mas decidimos ir com os miúdos até à Isla Mágica, um magnífico parque de diversões aquáticas, que faz as delícias de miúdos e graúdos.

As nossas impressões e dicas de Sevilha

Sevilha apresentou-se como uma bela surpresa, cheia de tesouros a descobrir. Contudo, tivemos alguma dificuldade em nos adaptar aos horários das coisas. A maior parte dos museus só está aberto de manhã, o que fez com que não os conseguíssemos visitar. Apesar disso, tudo o que conseguimos ver deixou-nos impactados e com vontade de voltar.

Uma dica importante para quem visita Sevilha é que compre água no supermercado e encha as suas próprias garrafas, deixando-as a refrescar no frigorífico do quarto. Uma das coisas que nos deparámos em cafés e restaurantes foi que não vendem garrafas grandes de água só pequenas e bem caras. Assim, optámos por comprar um garrafão de água no supermercado, enchíamos as garrafas e colocávamos no congelador para o dia seguinte.

Outra dica que damos é que visite o Metropol Parasol ao fim do dia e compre o bilhete da Experiência Imersiva de noite. O bilhete inclui a visita ao Miradouro, o Espetáculo da Aurora, assim como o filme Feeling Sevilla. Vale muito a pena.

Beda 2022
Artes por Joyce

Afiliados

Vai viajar? Já reservou o seu hotel? Este blog tem parceria com o Booking. Cada vez reserva o seu hotel através do nosso blog, está a ajudar-nos, já que o nosso trabalho é voluntário.

Não deixe de fazer o seu seguro de viagem ou se preferir um seguro de acidentes de viagem para tornar a sua viagem mais tranquila. Pois a WorldNomads tem um conjuntos de seguros de viagens simples e flexíveis adequado às suas necessidades.

Ainda não adquiriu a passagem aérea? Viaje com a TAP e adquira voos a preços maravilhosos. E assim ajude o blog a manter-se.

Precisa de carros? Não deixe de reservar o seu carro com a DiscorverCars e obtenha os melhores preços.

Similar Posts

3 thoughts on “Roteiro em Sevilha: 2 dias na cidade espanhola
  1. Adoramos Sevilha, ficamos 2 noites na cidade e queríamos mais. O roteiro de vocês tinha muitas coisas que estava no nosso, mas não conseguimos ir ao Alcázar, nos empolgamos nos nossos passeios e o tempo passou tão rápido que perdemos a hora para visitarmos. Ficou para a próxima oportunidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.