Atracções Catedral Destinos Espanha Europa

Rota das Igrejas Fernandinas de Córdoba

O que fazer na Andaluzia com crianças

A Rota das Igrejas Fernandinas em Córdoba é composta pelas igrejas mandadas construir pelo Santo Fernando III, entre os meados do século XIII e o início do século XIV. O objetivo da criação desta rota foi valorizar estas igrejas e mostrar a sua importância, tanto a nível da sua arquitetura medieval quanto na sua função como centros de repovoamento.

Córdoba
Córdoba

Quem foi Fernando III?

Fernando III, o Santo, foi Rei de Castela, Rei de Leão e ainda Conde de Aumale. Filho de Afonso IX de Leão e de Berengária, rainha de Castela, uniu definitivamente o reino de Leão e Castela promovendo ainda a Reconquista do território espanhol, dominado pelos mulçumanos até então. Em reconhecimento às suas vitórias contra os muçulmanos, foi canonizado em 1671, pelo Papa Clemente X, tendo sido o primeiro rei espanhol a sê-lo. Padroeiro de vários povoados do antigo império colonial espanhol, está enterrado na Mesquita-Catedral de Córdoba.

A Rota das Igrejas Fernandinas de Córdoba

Após a reconquista de Córdoba, pelo Rei Fernando III, a cidade acabou por recuperar a tradição cristã, existente no tempo dos romanos e visigodos. Foi ele que após a reconquista lhe concedeu o Foro e reorganizou o espaço urbano da cidade, entre muralhas. Ao mesmo tempo várias ordens religiosas se instalaram na cidade e com isso várias mesquitas foram substituídas por igrejas, construídas nos diferentes bairros entretanto criados, mantendo-se até aos dias de hoje.

Santa Igreja Catedral

A Catedral Nossa Senhora da Assunção, mais conhecida como Mesquita-Catedral de Córdoba é um dos monumentos mais importantes de toda a Espanha. Declarada Património da Humanidade, pela UNESCO, esta foi construída em 785 por um emir muçulmano, sobre o restos de uma antiga basílica visigoda. Mais tarde, após a reconquista cristã tornou-se um templo cristão, tornando-a num dos monumentos mais singulares do mundo, pois é o local onde estão reunidos elementos tão distintos da arte e da fé mundial.

Conheça Rota das Catedrais em Portugal

Mesquita-Catedral de Córdoba
Mesquita-Catedral de Córdoba

Igreja de São Pedro

A Igreja de São Pedro, localizada na praça com o mesmo nome, foi construída sobre as ruínas de um antigo templo onde estavam os restos mortais de dois mártires cordobeses. As sucessivas reformas que sofreu ao longo dos séculos fizeram-na perder as principais características medievais inerentes às igrejas fernandinas, restando apenas dois portais medievais. No seu interior os principais destaques vão para o retábulo-mor e para o retábulo da Capela dos Mártires.

Igreja de São Francisco

A Igreja de São Francisco é uma das igrejas fundadas pelo Rei Fernando III, durante o século XIII e cujo nome original era Convento de San Pedro el Real. Administrada pela Ordem dos Franciscanos, viu o seu nome evoluir para Igreja de São Francisco. A sua fisionomia medieval inicial sofreu alterações com a reforma efectuada durante o século XVIII. No seu interior é possível encontrar uma importante coleção de pinturas de artistas cordobeses.

Rota das Igrejas Fernandinas de Córdoba
Igreja de São Francisco

Igreja de Santiago

A Igreja de Santiago, construída no local de uma antiga mesquita omíada, mantem algum do seu esplendor medieval, pois grande parte da sua estrutura se manteve preservada assim como a fachada principal e o seu minarete. Ao longo dos séculos sofreu algumas reformas mas manteve a sua planta retangular e a sua estrutura em três naves. No seu interior destaca-se a talha do Cristo de las Penas.

Esta bonita igreja localiza-se num dos bairros mais enigmáticos e controversos de Córdoba, por muitos denominado como o bairro das bruxas. Quer pelas suas ruas irregulares e labirínticas quer pelos desenvolvimento de negócios obscuros. Aliás seria próximo desta igreja que as bruxas de Córdoba se reuniam para fazer as suas poções e unguentos.

Igreja de São Lourenço

A Igreja de São Lourenço, localizada no bairro com o mesmo nome, foi construída sobre uma antiga mesquita já erigida sobre uma antiga igreja visigótica. A sua estrutura é a típica estrutura das igrejas andaluzas e mesmo com todas as reformas que sofreu esta foi das poucas igrejas que foi mantendo a sua estética original, sendo uma autêntica jóia da arquitetura medieval de Córdoba. Os principais destaques vão para o seu magnífico pórtico de três arcos, a sua imponente rosácea e ainda para a sua torre construída sobre o minarete da antiga mesquita de al-Mugira.

San Lorenzo
Igreja de San Lorenzo

Igreja de São Nicolás de la Villa

A Igreja de São Nicolás de la Villa é uma igreja construída em estilo gótico-múdejar, que possui uma das mais belas torres de entre as igrejas fernandinas. Mas a verdade é que ao longo dos séculos vários elementos se acrescentaram ao edifício, mantendo-se a planta quadrada de três naves sem transepto. Além da sua torre poligonal destacam-se ainda a Capela Baptística, o retábulo-mor e o teto em caixotões da nave principal.

Igreja de la Magdalena

A Igreja da Madalena é a igreja fernandina mais antiga de todas, tendo servido de modelo para outros templos religiosos. A igreja combina os estilos românico, gótico e mudéjar, revelando uma influência castelhana trazida pelos conquistadores. Tal como várias outras igrejas esta foi sofrendo inúmeras reformas que alteraram o seu estado primitivo. Atualmente, não serve mais como templo religioso mas sim como centro cultural.

Igreja de São Augustin

A Igreja de São Augustín é uma das mais belas jóias do barroco de Córdoba, até porque as reformas que foi sofrendo acabaram por cobrir parte da arquitetura medieval inicial. Ao longo dos séculos sofreu inúmeras reformas que a transformaram no que é hoje. No seu interior o principal destaque vai para a abodada da nave central, decorada com estuques e pinturas murais. Esta simples igreja é a sede canónica da Irmandade Nossa Senhora das Dores Coronada.

Igreja de São Augustin
Torre da Igreja de São Augustin

Igreja de Santa Marina de Águas Santas

A construção da Igreja de Santa Marina das Águas Santas iniciou-se nas últimas décadas do século XIII e prolongou-se até ao século XIV. Este bonito templo católico congrega os estilos tardo-românicos, proto-góticos e mudéjar mas também possui elementos renascentistas como a sua torre e o seu sacrário. A Igreja de Santa Marina possui um ar robusto onde se destaca a sua rosácea e o seu portal lateral esquerdo. Já no interior o principal destaque vai para a capela batismal mudéjar assim como para a capela funerária da família Orozco.

Igreja São Andrés

A Igreja São Andrés, localizada na praça com o mesmo nome, é mais uma das igrejas que pertence à rota das igrejas fernandinas e que foi construída sobre um antigo templo, no caso uma basílica visigótica. Contudo, as inúmeras intervenções feitas acabaram por destruir todos os vestígios da antiga basílica. No seu belo portal, do século XVII, destaca-se o brasão do Bispo Siuri e ainda a escultura do Santo Andrés. Já no seu interior o principal destaque vai para o magnífico retábulo barroco, em estilo churriguresco e ainda para várias pinturas maravilhosas.

Rota das Igrejas Fernandinas em Córdoba
Pormenor da fachada da Igreja de Santo André

Igreja de São Miguel

A Igreja de São Miguel é mais uma das igrejas que pertencem à Rota das igrejas Fernandinas. Este belo templo religioso, de planta quadrada, é um exemplar perfeito da transição arquitectónica do românico para o gótico com várias influências cisterciense e com elementos mudéjar. Esta é uma das poucas igrejas desta rota que mantém o seu traçado primitivo, possuindo algumas peças de arte califa mudéjar, como por exemplo a capela batismal e a entrada lateral.

Rota das Igrejas Fernandinas - Igreja de São Miguel
Rosácea da Igreja de São Miguel

Igreja de São Pablo

A Igreja de São Pablo é uma igreja e um antigo convento, construída entre os séculos XIII e XIV. Esta igreja e o convento já extinto foram construídos num local que abrigou anteriormente grandes edificações devido à sua localização, bem às portas da cidade. Esta é uma bonita igreja de traços barrocos, cuja fachada principal apresenta o estilo maneirista do século XVI. A sua torre possui um dos três carrilhões mais bem preservados de Espanha.

San Pablo
Igreja San Pablo

Afiliados

Vai viajar? Já reservou o seu hotel? Este blog tem parceria com o Booking. Cada vez reserva o seu hotel através do nosso blog, está a ajudar-nos, já que o nosso trabalho é voluntário.

Não deixe de fazer o seu seguro de viagem ou se preferir um seguro de acidentes de viagem para tornar a sua viagem mais tranquila. Pois a WorldNomads tem um conjuntos de seguros de viagens simples e flexíveis adequado às suas necessidades.

Ainda não adquiriu a passagem aérea? Viaje com a TAP e adquira voos a preços maravilhosos. E assim ajude o blog a manter-se.

Precisa de carros? Não deixe de reservar o seu carro com a DiscorverCars e obtenha os melhores preços.

Similar Posts

3 thoughts on “Rota das Igrejas Fernandinas de Córdoba

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.