Atracções Destinos Espanha Europa Museu

Descobrir o Museu Arqueológico de Badajoz

Museu Arqueológico de Badajoz

O Museu Arqueológico de Badajoz abriga os vestígios arqueológicos encontrados na província de Badajoz. Assim, ao longo do percurso o visitante vai conhecendo o percurso da história humana nesta província desde a pré-história até ao século XVI.

Museu Arqueológico de Badajoz
Mosaico Romano proveniente da Villa de las Tiendas

O Museu Arqueológico de Badajoz

O Museu Arqueológico de Badajoz foi criado em 1867, após a aquisição por parte do Estado Espanhol de inúmeros objectos de valor histórico e artístico, provenientes da desvinculação de bens eclesiáticos e da venda de vários mosteiros. Inicialmente, era o Palácio do Conselho Provincial que abrigava o Museu Arqueológico de Badajoz, mas em 1938 este foi transferido para La Galera. Ali se manteve até aos anos sessenta, quando se decidiu restaurar as ruínas do Palácio dos Condes de la Roca. Mas não pense que esta mudança foi pacífica, pois até as obras de restauração estarem terminadas o museu teve que ser fechado, pois a La Galera já não comportava o aumento do acervo do museu. Só em 1989, o Museu Arqueológico de Badajoz reabriu novamente ao público.

As Termas de Antonino no Sítio Arqueológico de Cartago

Palácio dos Condes de la Roca

O Palácio dos Condes de la Roca foi construído entre 1387 e 1410, a mando de Lorenzo Suárez de Figueroa, Grão-Mestre da Ordem de Santiago, para ser a sua residência. Este belo palácio renascentista passou então a ser propriedade dos Duques de La Roca no século XVII.

O edifício, localizado no interior da Alcáçova, possui um magnífico pátio neomudéjar. E a primeira imagem que os visitantes vêm ao entrar no Museu é um belíssimo fragmento de mosaico policromado do século IV, que decorou o piso de um salão da vila romana de Pesquero. No mosaico verá representado uma cena do mito de Orfeu. Mas várias outras peças poderão ser vistas neste pátio. Nomeadamente peças romanas de mármore branco, entre elas uma escultura feminina encontrada no teatro romano de Medellín.

Sala de Mídia Física

A visita ao Museu inicia-se numa sala que lhe dará a conhecer, através de cartazes explicativos, as características ambientais assim como a morfologia da paisagem de Badajoz. Ou seja, nesta sala viajará entre o Paleolítico inferior até ao neolítico, passado pelo Paleolítico Médio. Ali encontrará expostos diferentes tipos de industria da pedra, um reprodução de uma gravura do Paleolítico Superior assim como uma seleção de fragmentos de cerâmica do Neolítico.

Sala da Pré-História

A Sala da Pré-Históriaabrange as conhecidas manifestações culturais do Megalítico, Calcolítico e a Idade do Bronze. Ou seja, nesta sala encontrará diferentes objectos que mostram diferentes aspectos da vida e da sociedade desde a aparição das primeiras comunidades até ao final da Idade do Bronze. Nas várias vitrines expostas encontrará elementos religiosos, da vida na cidade e da economia assim como materiais utilizados no enterros megalíticos.

O que fazer em Badajoz – 10 pontos turísticos

Sala de Estela do Guerreiro

O Museu Arqueológico de Badajoz possui no seu acervo uma importante coleção de estelas decoradas da fase final da Idade do Bronze, as denominadas Estelas de Guerreio. Estas são lajes irregulares de pedra que representam uma pessoa com uma espada, lança e escudo e vários outros elementos que vão alternando. Esta é uma das características da história cultural do sudoeste espanhol, de onde provêm a maior parte destas peças.

Estela do Guerreiro
Estela do Guerreiro O Viso IV

Sala da Proto-História

Os objectos expostos nesta sala englobam o período entre os séculos VIII a II a.C. com influências culturais do Mediterrâneo Oriental e que chegaram ao Vale do Guadiana através das redes comerciais gregas e fenícias. É por esta altura que surge a utilização do ferro, da roda de oleiro assim como da escrita. Por esta altura surge também a cremação, como alternativa ao enterro o que traz um enriquecimento nos enxovais funerários. Assim, nas várias vitrinas expostas nesta sala pudermos ver inúmeros vasos e objectos provenientes da necrópole de Medellín, jóias e objectos provenientes da estação arqueológica de Cancho Roano, entre várias outras peças.

Sala da Proto-História
Sala da Proto-História

Sala de Roma

Esta sala tem como objectivo valorizar a romanização da bacia média do Guadiana e a consequente implementação de novas formas de povoamento. Nas vitrines é possível ver materiais de algumas localidades que foram centros políticos e culturais assim como de vilas construídas para reordenar o território segundo os esquemas de produção romanos. É ainda possível ver inúmeras ferramentas utilizadas nos trabalhos agrícolas e na mineração assim como variados objectos da esfera quotidiana. como por exemplo, vestuário, joalharia, iluminção, entre outros. É possível ainda ver várias lápides com inscrições dedicadas aos falecidos.

Sala Tardo-romano

Nesta sala pudemos ver vários artefactos provenientes de diferentes locais da província que demonstram o que foi ocorrendo durante o Império Romano, a partir do século III até ao século VII. Ou seja, nas vitrinas é possível encontrar vários utensílios domésticos, adornos corporais assim como vários acessórios arquitectónicos. Outro dos destaques desta sala são as várias lápides funerárias, com símbolos cristãos. Algo que se nota nesta sala é a evolução estilística dos artefactos, que demonstram a propagação do cristianismo.

Sala da arquitectura visigótica

Esta sala surge como continuação da sala anterior e a maior parte das peças aqui expostas provém do período entre o século VI e o século VII. As peças expostas são todas peças de arquitetura decorativa da época visigótica, sendo a maior parte proveniente de edifícios modernos da cidade de Badajoz, o que impossibilita saber com exactidão a sua proveniência original. Ao longo da sala estão expostos pilares, pilastras, colunas, placas decorativas, entre outros artefactos que nos ajudam a perceber um pouco mais sobre a arquitectura visigótica.

Museu Arqueológico de Badajoz
Sala da arquitectura visigótica

Sala Islâmica

Na Sala Islâmica é possível encontrar um conjunto de peças características do período andaluz. Além de inúmeros elementos construtivos é possível ver também utensílios cerâmicos assim como várias peças do quotidiano. Outro destaque vai para a caligrafia árabe que surge nas lápides. De notar que o monumento mais representativo de Badajoz Islâmica é a própria Alcáçova onde está inserido o edifício que alberga o Museu.

Lápide de Mármore dedicada a Sapur
Lápide de Mármore dedicada a Sapur

Sala Cristã Medieval

Esta sala representa o mais recente passado, ou seja mostra a bvisão da cidade de Badajoz após a ocupação pelo Rei Afonso IX, em 1230. No seu acervo é possível observar armas e adereços assim como brasões e símbolos religiosos. Além disso é também possível ver várias cerâmicas, peças de joalharia e azulejaria.

Outras informações

MoradaContatosHorário
Plaza José Alvarez y Sáen de Buruaga, s/n
06002 Badajoz
http://museoarqueologicobadajoz.juntaex.es/
museoba@juntaex.es
Terça a Sábado – 9h às 15h
Domingo – 10h às 15h

Afiliados

Vai viajar? Já reservou o seu hotel? Este blog tem parceria com o Booking. Cada vez reserva o seu hotel através do nosso blog, está a ajudar-nos, já que o nosso trabalho é voluntário.

Não deixe de fazer o seu seguro de viagem ou se preferir um seguro de acidentes de viagem para tornar a sua viagem mais tranquila. Pois a WorldNomads tem um conjuntos de seguros de viagens simples e flexíveis adequado às suas necessidades.

Ainda não adquiriu a passagem aérea? Viaje com a TAP e adquira voos a preços maravilhosos. E assim ajude o blog a manter-se.

Precisa de carros? Não deixe de reservar o seu carro com a DiscorverCars e obtenha os melhores preços.

Similar Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.