Destinos Europa Leiria Portugal Roteiros

Descobrir a Nazaré, vila piscatória portuguesa

A Nazaré é uma vila piscatória reconhecida pelas varinas de sete saias, pelos barcos pitorescos, pelo peixe seco exposto no areal assim como pelas ondas gigantes das suas praias.

Leia também Onde ficar na Nazaré: Hotel Miramar Sul

Nazaré, a vila piscatória

A Nazaré é uma bonita vila piscatória do concelho de Leiria, localizada na zona centro de Portugal. Durante muito tempo a vila era conhecida como Pederneira, algo que só mudou em 1912, quando o seu nome passou a ser Nazaré.

O nome Nazaré surge associado à Lenda de Nossa Senhora da Nazaré. Nela se conta que Dom Fuas Roupinho, alcaide do castelo de Porto de Mós, durante uma caçada se terá afastado dos companheiros ao perseguir um veado. Na altura estava um denso nevoeiro, que fez com que este não se apercebesse para onde se deslocava. Quando reparou estava no topo da falésia prestes a cair, bem ao lado de uma gruta onde se venerava uma imagem da Virgem Maria com o Menino. Rapidamente este começou a pedir em voz alta que a Virgem o ajudasse. De imediato o cavalo parou e fincou as patas na rocha suspensa, salvando-se da morte. Logo de seguida mandou construir no local uma capela.

Nazaré vila piscatória
Ermida da Memória no Sítio da Nazaré

O Sítio da Nazaré devido ao difícil acesso só se começou a desenvolver a partir dos meados do século XVII. Já a Praia da Nazaré só se começou a desenvolver por volta do século XIX, após as invasões francesas, quando passou a ser seguro estar junto ao mar.

Na época dos Descobrimentos, serviu como um dos mais ativos estaleiros navais do reino, de onde saíram várias naus e caravelas.

Mas foi apenas no século XX que a Nazaré evolui de uma simples vila piscatória para uma vila mais dedicada ao turismo.

Leia também Visitar Ourém: o que ver e fazer na vila medieval portuguesa

O que visitar

A localidade da Nazaré está dividida em três áreas bem distintas. São elas a área baixa onde se localiza a Praia da Nazaré, o Sítio da Nazaré, com o histórico penhasco e por fim a Pederneira, área mais desconhecida da localidade.

Praia da Nazaré

Inicie o seu passeio pela Marginal da Nazaré enquanto aprecia a bonita Praia da Nazaré. Ao longo da Marginal, com cerca de 1,5 km, que se inicia no farol da barra do Porto da Nazaré até ao sopé da Ladeira do Sítio, encontrará diversas atrações que lhe captarão a atenção.

Praia da Nazaré
Praia da Nazaré

Uma das tradições mais conhecidas da Nazaré é a secagem do peixe. Não se sabe ao certo a origem da tradição, mas acredita-se que foi a forma que encontraram para melhor conservar o peixe quando este não era vendido. Assim, não poderá deixar de visitar o Museu do Peixe Seco, um projecto da Câmara Municipal da Nazaré e composto por três núcleos distintos.

São eles o Estindarte, o Centro de Interpretação e o Tratamento do Peixe. O Estindarte é o local, em pleno areal da praia da Nazaré, onde o peixe é seco. Já no Centro de Interpretação, localizado no edifício da Antiga Lota. Ali é possível ver várias imagens assim como vídeos onde é relatado toda a história da Nazaré e das suas gentes. Por fim, o núcleo do Tratamento do Peixe é uma área criada para servir de apoio às nazarenas na preparação dos seus peixes.

Antes de seguir o seu passeio vá até ao areal, dar um mergulhe ou então fazer uma aula de surfe na bonita Praia da Nazaré.

Quando estiver perto do Sopé da Ladeira do Sítio encontrará as Capelas de Santo António e de Nossa Senhora dos Aflitos. A primeira foi feita com fundos dos pescadores, enquanto que a segunda foi erigida a mando dos monges cistercienses de Alcobaça. Ambas possuem bonitas fachadas adornadas revestidas a azulejo português.

Leia também Descobrir o CIBA

Zona baixa da Nazaré

Antes de seguir em direcção Sítio não deixe de caminhar sem rumo pelas ruas do Bairro dos Pescadores. Tenho a certeza que se encantará por cada beco e ruela e conseguirá sentir bem o orgulho na identidade nazarena. Algo patente nas suas gentes ou não fosse fácil identificar os pescadores, com as suas vestes com padrão em xadrez e as famosas varinas das sete saias, avental, xaile e tamancas.

Depois para ir até ao Sítio da Nazaré poderá fazé-lo pelo Ascensor da Nazaré ou então aventurar-se pela Ladeira do Sítio. Até à construção do Ascensor, em 1889, a Ladeira era o caminho mais rápido para chegar ao topo. Inicialmente, este era um caminho de areia, que mais tarde deu lugar a uma escadaria. Pelo caminho encontrará o Baloiço da Nazaré, que servirá como um belo Miradouro sobre a Praia da Nazaré. A construção do ascensor serviu essencialmente para servir a população assim como para facilitar a subida dos peregrinos até à Nossa Senhora da Nazaré.

Nazaré
Ladeira sendo visível o percurso do ascensor

Se optar por subir a Ladeira, antes mesmo de chegar ao topo encontrará o famoso Baloiço da Nazaré.

Sítio da Nazaré

O Sítio da Nazaré, um bairro da vila da Nazaré, localiza-se no topo de uma magnífica falésia, proporcionando uma paisagem de tirar o fôlego. Esta é sem dúvida uma das melhores varandas da costa portuguesa, avistando-se a Serra de Mira de Aire, a Serra dos Candeeiros e toda a costa até Peninche.

Vista da Praia da Nazaré a partir do Sítio da Nazaré

Logo que chegue ao topo disfrute da paisagem maravilhosa do Miradouro do Suberco, um dos cartões postais da localidade. Por ali encontrará também a Ermida da Memória, que surge associada à lenda medieval religiosa desta encantadora localidade. Atualmente é possível encontrar uma pequena e simples capela, cujo interior está revestido a azulejo do século XVIII.

Sítio da Nazaré
Miradouro do Suberco no Sítio da Nazaré

Ali bem próximo encontrará o Santuário de Nossa Senhora da Nazaré, que terá sido construído no século XIV a mando de Dom Fernando, quando este visitou o local, numa peregrinação a Nossa Senhora da Nazaré. Nesse altura ele achou que a Ermida da Memória era um espaço muito pequeno, tendo em conta o elevado número de devotos que visitava o local. O Santuário que vemos hoje é fruto de várias alterações ao longo dos séculos e tanto a igreja como os azulejos que a revestem foram classificados como Imóvel de Interesse Público.

Nazaré
Santuário de Nossa Senhora da Nazaré

Ondas Gigantes da Nazaré

Desça até ao Forte de São Miguel Arcanjo e pode ser que tenha a sorte de avistar uma das Ondas Gigantes da Nazaré. O Forte, de estilo maneirista, foi construído durante o reinado de Dom Sebastião, cuja função era a defesa da enseada dos ataques piratas. Mais tarde, este foi remodelado e ampliado, tendo sobrevivido ao vários ataques, nomeadamente dos franceses. O Forte de São Miguel de Arcanjo acabou por se tornar um símbolo da revolta popular e da autonomia do povo da Nazaré.

Nazaré
Forte de São Miguel Arcanjo

Para além do Forte encontrará também o Farol da Nazaré, construído em 1903 após forte insistência dos pescadores, assim como a Pedra do Guilhim.

Ao mesmo tempo que desce em direção ao Forte de São Miguel de Arcanjo começará a avistar a famosa Praia do Norte, que até há bem poucos anos era um segredo bem guardado. Foi essencialmente a partir de 2011 que esta começou a ganhar fama internacional, quando o surfista Garret McNamara bateu o record mundial da maior onda alguma vez surfada. Ainda assim, continua a ser uma das mais belas praias selvagens de Portugal, frequentada pelos melhores surfistas de todo o mundo.

Nazaré vila piscatória
Praia do Norte

Pederneira

Se tiver tempo não deixe de visitar a Pederneira, o bairro histórico da Nazaré. Tendo sido aqui que se encontrava o centro político, civil e administrativo da localidade, desde que lhe concederam o foral, em 1514.

Na Pederneira encontrará o Miradouro da Pederneira, junto à Rua do Mirante, de onde poderá admirar o Pinhal de Leiria, o Sítio da Nazaré assim como uma boa parte da costa da Nazaré.

Nazaré vila piscatória
Miradouro da Pederneira

Ali bem próximo está a Igreja da Misericórdia da Pederneira, cuja data de construção é uma incógnita. Sabe-se que a primitiva capela da Misericórdia, construída em 1561, foi feita para albergar a Irmandade da Misericórdia da Pederneira. O edifício atual com uma fachada barroca clássica tardia, apresenta traços maneiristas e os altares em talha dourada.

Mas neste bairro histórico poderá ver ainda a Igreja Matriz da Pederneira, também conhecida como Igreja de Nossa Senhora das Areias, construída no século XVI.

O que visitar perto da Nazaré

Se tiver mais alguns dias pela região não deixe de visitar alguns localidades próximas, que merecem muito ser visitadas.

Praias

Se é amante de praias então vá até São Martinho do Porto, conhecida pela sua belíssima baía em forma de concha, sendo o local ideal para a prática balnear e de desportos naúticos.

Mas, localizada a cerca de 19 km da Nazaré encontrará também São Pedro de Moel, uma pequena aldeia com uma reputação elitista cuja praia é essencialmente procurada por famílias.

Locais históricos

Óbidos, localizada a 46 km, é uma vila medieval com uma maravilhoso centro histórico, que merece muito a pena ser visitada. As suas muralhas medievais acolhem um bonito e bem preservado castelo que nos transporta no imaginário para um cenário de reis e rainhas. Mas não pense que só de Reis e Rainhas vive Óbidos, a vila foi em 2015, declarada pela UNESCO como Cidade Criativa da Literatura. 

Óbidos
Rua Direita em Óbidos

Óbidos, a vila medieval portuguesa

Se é um viajante que gosta particularmente de conhecer monumentos não pode deixar de visitar Alcobaça e o famoso Real Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça, localizados a apenas 11 km da Nazaré. Esta bela abadia, classificada como Património da Humanidade, pela UNESCO, e uma das 7 Maravilhas de Portugal é um dos mais importantes templos medievais, sendo a primeira obra inteiramente gótica em Portugal.

As 7 Maravilhas de Portugal

Ou então vá até à Batalha e visite o Mosteiro de Santa Maria da Vitória, cuja construção surgiu promessa feita por Dom João I, em pleno campo de batalha, à Virgem Maria. Este prometeu a edificação de um mosteiro caso saísse vencedor desta batalha histórica, algo que está descrito no testamento redigido por Lopo Afonso, em 1426. Foi também considerado uma das 7 Maravilhas de Portugal e classificado como Património Mundial, pela Unesco.

Mosteiro da Batalha

Descobrir o Mosteiro da Batalha

Onde comer na Nazaré

A Nazaré como boa vila piscatória que é, surge como o paraíso para qualquer amante de peixe fresco. Durante a nossa estadia pela Nazaré experimentamos alguns restaurantes que gostámos particularmente e que recomendamos.

O primeiro restaurante a que fomos foi um que foi muito bem recomendado por várias pessoas, a Taberna D’Adelia. Segundo nos foi dito é um dos restaurantes da Nazaré com grande culto piscatório, algo bem patente na decoração. O que começou por ser uma pequena tasca depressa se tornou num restaurante de renome. Optámos por comer um belo arroz de tamboril. Gostámos bastante, apesar de não ter sido o nosso restaurante favorito.

A surpresa foi sem dúvida a Adega João Clau. Naquele dia vários dos restaurantes que nos tinham recomendado ou estavam fechados ou cheios e como tínhamos uma criança irrequieta de 2 anos, decidimos entrar num restaurante vazio que nunca tínhamos ouvido falar. Adorámos. Desde a simpatia dos donos, à comida. Estava tudo impecável. É um espaço pequeno mas que oferece uma comida de qualidade a um bom preço.

Mas nem só de bons restaurantes vive a Nazaré, ao passearmos pela Marginal encontrámos a Gelatomania. Decidimos parar para comer um gelado. Quando chegaram à mesa assustámo-nos com o tamanho deles. São gigantescos. Foram os melhores gelados que já comemos? Não, mas dão para matar a vontade e rir um bocado quando olhamos para o seu tamanho e percebemos que nunca na vida vamos conseguir comer aquilo tudo.

E vocês já visitaram a vila piscatória da Nazaré? O que acharam?

Afiliados

Vai viajar? Já reservou o seu hotel? Este blog tem parceria com o Booking. Cada vez reserva o seu hotel através do nosso blog, está a ajudar-nos, já que o nosso trabalho é voluntário.

Não deixe de fazer o seu seguro de viagem ou se preferir um seguro de acidentes de viagem para tornar a sua viagem mais tranquila. Pois a WorldNomads tem um conjuntos de seguros de viagens simples e flexíveis adequado às suas necessidades.

Ainda não adquiriu a passagem aérea? Viaje com a TAP e adquira voos a preços maravilhosos. E assim ajude o blog a manter-se.

Similar Posts

7 thoughts on “Descobrir a Nazaré, vila piscatória portuguesa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.