Destinos Europa Portugal Roteiros Santarém

Visitar Ourém: o que ver e fazer na vila medieval portuguesa

Ourém, outrora conhecido por Abdegas, localiza-se na zona centro de Portugal. Este belo burgo amuralhado foi reconquistado aos mouros durante o século XII, tendo mudado o nome para Auren e só depois para Ourém.

Visitar Ourém – Onde fica

Ourém localiza-se no distrito de Santarém, bem no Centro de Portugal. Situada na zona do Médio Tejo, esta bela vila medieval está a cerca de 30 km de Leiria e a 11 km de Fátima. Está igualmente a cerca de 1h30 de Lisboa, a sul e de Coimbra, a norte e a cerca de 2h da cidade do Porto. Já a famosa Praia da Nazaré está a sensivelmente 45 minutos de distância.

Leia também Descobrir a Nazaré, vila piscatória portuguesa

Visitar Ourém – História

Existem vestígios de ocupação humana das terras onde hoje se situa Ourém, desde a pré-história mas a verdade é que o burgo amuralhado se desenvolveu essencialmente a partir da era medieval.

Dom Afonso Henriques reconquistou a vila aos mouros, em 1136 e ofereceu-a à sua filha, a Infanta Dona Teresa, Condessa de Flandres. Assim, este passou a fazer parte do território das rainhas portuguesas, onde permaneceu até 1364, quando Dom João I o ofereceu a Dom Nuno Álvares Pereira, Conde de Ourém.

Leia também Descobrir Guimarães, o berço de Portugal

Ourém recebeu a sua carta de foral em 1180, concedida pela Infanta Dona Teresa. Três anos mais tarde Dona Teresa doa o “eclesiástico” de Ourém a Santa Cruz de Coimbra

No século XIV, Dom Pedro I eleva Ourém a Condado atribuindo também o título de Conde de Ourém a Dom João Afonso Tello de Menezes. Posteriormente, Dom Afonso, 4º Conde de Ourém e neto de Dom Nuno Álvares Pereira decide instalar a corte em Ourém, o que levou a que o burgo medieval se desenvolvesse. Ou seja, ocorrem várias ampliações e remodelações a partir dessa altura. Como por exemplo, dá-se a construção do Paço do Conde e da Fonte Gótica ou ainda da fundação da Igreja Colegiada.

Terreiro de Santiago
Terreiro de Santiago com a estátua de Dom Nuno Álvares Pereira

Mas a vila medieval de Ourém foi sofrendo diversos revés. Nomeadamente, em 1755 com um grande terramoto e posteriormente, em 1810, quando é saqueado, vandalizada e incendiada pelas tropas napoleónicas durante a Invasão Francesa.

Acredita-se que o nome de Ourém tem origem numa princesa moura chamada Fátima, que se apaixonou por um cavaleiro templário e se converteu ao cristianismo, assumindo o nome de Oureana.

Visitar Ourém – o que ver e fazer

A Vila Medieval de Ourém, localiza-se no topo de uma colina, bem no interior de umas muralhas, cujo acesso pode ser feito por duas portas de vão em arco redondo, a Porta de Santarém e a Porta da Vila. Assim, é fácil perceber que subir a pé até à Vila Medieval poderá ser uma tarefa bem difícil. Mas claro, que há sempre a opção de levar o carro até ao Castelo ou então até à Igreja da Colegiada ( que foi o nosso caso).

Leia também Óbidos, a vila medieval portuguesa

Ao passear pela vila medieval encontrará ruas estreitas de calçada e conjuntos arquitetónicos únicos que conjugam o gótico, o mudéjar, manuelino, o barroco e o pombalino.

Rua de São João
Rua de São João

O nosso roteiro

Iniciámos a nossa visita à Vila Medieval de Ourém pela Porta da Vila, localizada junto à Igreja da Colegiada. Esta possui um belo pórtico de pedra e data do século XV.

Igreja Colegiada

Logo depois deparamo-nos com Igreja Paroquial de Nossa Senhora das Misericórdias. Em 1445 Dom Afonso, 4º Conde de Ourém transformou a Igreja de Santa Maria de Ourém em Colegiada. Esta resultou da junção das 4 igrejas paroquiais de Ourém e tornou-se uma das maiores e mais antigas Colegiadas, fundadas pela Casa Ducal de Bragança. Posteriormente, após a sua quase completa destruição com o terramoto de 1755, Dom José I mandou reconstruir a igreja, desta vez em estilo pombalino. Aqui é possível encontrar o belo túmulo gótico de Dom Afonso, Conde de Ourém e Marquês de Valença.

Visitar Ourém
Igreja Paroquial de Nossa Senhora das Misericórdias

Seguimos em direção ao Castelo pela famosa Rua São João e encontrámos o Largo e Jardim de Santa Teresa. Este é um pequeno e bonito jardim, que evoca a lendária figura de Santa Teresa de Ourém, que nasceu e viveu aqui. No local existe uma bela fonte assim como parte da muralha medieval e ainda uma janela de estilo manuelino.

Visitar Ourém
Largo e Jardim de Santa Teresa

Castelo e área envolvente

Depressa chegámos ao bonito Castelo, que se localiza no topo da colina, sendo caracterizado pela sua planta triangular, com torres quadrangulares nos seus vértices. Foi considerado um dos mais belos castelos de Portugal, edificado entre o século XII e XIII, mas ao longo dos séculos foi sofrendo várias reformas. No seu recinto é possível ver uma cisterna, onde a água é conservada. Apesar de ser um castelo pode ser facilmente confundido com um palácio de inspiração veneziana, fugindo aos típicos castelos portugueses.

Visitar Ourém
Interior do Castelo onde se vê a cisterna

Junto ao Castelo está o Paço do Conde de Ourém, mandado construir pelo 4º Conde de Ourém para ser a sua residência oficial, em 1450. Com fortes influências africanas e italianas, é constituído por uma torre central, que servia de residência assim como por dois torreões defensivos, localizados mais a sul.

Ourém
Paço dos Condes

Também nas imediações do Castelo temos o Terreiro de São Tiago, um campo aberto, localizado no ponto mais alto da vila, onde em tempos terá existido uma capela dedicada a São Tiago. Esta terá sido destruída aquando do terramoto de 1755. Bem no meio é possível ver uma estátua de Dom Nuno Álvares Pereira, 3º Conde de Ourém.

Leia também Visitar o Santuário de Fátima: o santuário religioso de Portugal

Outras atrações

Depois de visitada a zona junto ao Castelo seguimos até à Porta de Santarém, onde é possível ver as armas da vila, dadas por Dona Teresa. É logo a seguir à porta de Santarém que se localiza a Ermida do Espírito Santo e onde está a Capela de Nossa Senhora da Conceição, fundada em 1642, pelo Cónego António Henriques. A sua fachada caracteriza-se pelos seus belos azulejos do século XVII.

Ourém
Capela Nossa Senhora da Conceição

Continuando a nosso percurso pela vila medieval encontrámos uma bela Fonte Gótica, construída em cantaria do século XV. Também mandada construir pelo 4º Conde de Ourém é composta por um chafariz onde estão esculpidas as armas de Dom Afonso.

Percorremos a Rua da Antiga Judiaria, rua onde moravam os judeus de Ourém, até serem expulsos em no século XV. Na rua é possível encontrar alguns vestígios que confirmam a presença desta comunidade na vila, como por exemplo uma fachada com arcos em ogiva.

Fomos até à Praça do Pelourinho, onde como é óbvio vimos o Pelourinho, marca que representa os foros municipais da vila. Nele tem inscrito o escudo das armas oficiais de Ourém, com a data de 1620. Vimos ainda a Antiga Casa da Câmara, construída no século XV e onde funcionaram os Paços do Concelho até 1841. Atualmente é onde funciona a Galeria Municipal assim como a Junta de Freguesia de Nossa Senhora das Misericórdias.

Visitar Ourém
Praça do Pelourinho

A passear pelas ruelas e várias escadinhas encontrámos a Antiga Cadeia, construída no século XVII. Esta era constituída por dois edifícios em forma de torre, que serviam de prisão. Atualmente alberga a Ucharia do Conde.

ourém
Uma das torres da Antiga Cadeia

E vocês já conseguiram visitar Ourém? Quais as vossas impressões? Nós adorámos e pretendemos voltar em breve.

Afiliados

Vai viajar? Já reservou o seu hotel? Este blog tem parceria com o Booking. Cada vez reserva o seu hotel através do nosso blog, está a ajudar-nos, já que o nosso trabalho é voluntário.

Não deixe de fazer o seu seguro de viagem ou se preferir um seguro de acidentes de viagem para tornar a sua viagem mais tranquila. Pois a WorldNomads tem um conjuntos de seguros de viagens simples e flexíveis adequado às suas necessidades.

Ainda não adquiriu a passagem aérea? Viaje com a Iberia e adquira voos a preços maravilhosos. E assim ajude o blog a manter-se.

Similar Posts

2 thoughts on “Visitar Ourém: o que ver e fazer na vila medieval portuguesa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.