Destinos Europa Portugal

Património Cultural Imaterial da UNESCO em Portugal

Património Cultural Imaterial

A UNESCO, conhecida por ser a organização “intelectual” das Nações Unidas, visa entre outras coisas, proteger o património e valorizar a diversidade cultural. Nesse sentido, acabou por criar o conceito de Património Mundial para proteger tudo o que possua um valor universal excepcional. Uma das distinções que acabou por surgir com o conceito de Património Mundial foi o de Património Cultural Imaterial da Humanidade. Esta distinção criada para a Educação, a Ciência e a Cultura engloba os saberes, os modos de fazer, as formas de expressão, celebrações, festas, danças populares, lendas assim como músicas, costumes e outras tradições. Nesse sentido, decidimos hoje dar-vos a conhecer a lista do Património Cultural Imaterial da Humanidade em Portugal.

Veja qual o Património Mundial da UNESCO em Portugal

O que é o Património Cultural Imaterial da Humanidade?

O Património Cultural Imaterial da Humanidade são todas “as práticas, representações, expressões, conhecimentos e aptidões – bem como os instrumentos, objectos, artefactos e espaços culturais que lhes estão associados – que as comunidades, os grupos e, sendo o caso, os indivíduos reconheçam como fazendo parte integrante do seu património cultural. Esse património cultural imaterial, transmitido de geração em geração, é constantemente recriado pelas comunidades e grupos em função do seu meio, da sua interacção com a natureza e da sua história, incutindo-lhes um sentimento de identidade e de continuidade, contribuindo, desse modo, para a promoção do respeito pela diversidade cultural e pela criatividade humana”.

Fado, Canção Urbana Popular de Portugal (2011)

O Fado foi o primeiro eleito como Património Cultural Imaterial da UNESCO em Portugal, em 2011. Este é um género artístico português que combina a música com a poesia. Este género musical, desenvolveu-se enquanto canção popular urbana em Lisboa, a partir do final do século XIX. Até porque o Fado resulta de uma fusão histórica e cultural, onde é expressa a tristeza de um povo, as suas dificuldades mas a esperança num futuro melhor. Geralmente, o fado é cantado por um único elemento que surge acompanhado de uma guitarra clássica e de uma guitarra portuguesa.

Património Cultural Imaterial
Fadista durante atuação na Casa da Guitarra

O que fazer em Lisboa: dicas para conhecer o melhor da capital portuguesa

Dieta Mediterrânica (2013)

A Dieta Mediterrânica foi inscrita na lista de Património Cultural Imaterial da Humanidade em 2013, não pertencendo somente a Portugal. Ou seja, a dieta mediterrânica eleita é típica de países como Marrocos, Chipre, Croácia, Espanha, Itália e Grécia além de Portugal. Este tipo de dieta é um tipo de alimentação que prioriza o consumo de alimentos frescos e naturais nomeadamente azeite, fruta, vegetais, cereais , frutos secos e peixes. Além disso, engloba um conjunto de competências, conhecimentos, rituais e tradições no que diz respeito à forma de cultivo, colheita, pesca e criação dos animais, mas também na forma de conservação, processamento e até confeção dos alimentos. Por outro lado, a dieta mediterrânica tem em conta valores como a hospitalidade.

Património Cultural Imaterial da UNESCO em Portugal
Alimentos utilizados na dieta Mediterrânica

Veja quais as Comidas típicas de Portugal: a sua origem

Cante Alentejano, Canto Polifónico do Alentejo, sul de Portugal (2014)

O Cante Alentejano é uma expressão musical tradicional do Alentejo. Este canto coral é cantada com duas vozes solistas, que alternam com um coro, por homens e mulheres, sem recurso a qualquer instrumento musical. Este é uma manifestação popular tradicional de alguns concelhos do Alentejo. Apesar da origem incerta do cante alentejano esta tradição foi passada em geração em geração pelos camponeses que trabalhavam nos campos do Alentejo. Ao mesmo tempo começou a ser comum quando as pessoas se reuniam para descontrair ou para cantar nas arruadas.

Veja quais As localidades mais bonitas do Alentejo

Manufactura de Chocalhos (2015)

A manufactura de Chocalhos é uma arte metalúrgica única que existe há mais de 2000 anos na região do Alentejo, sendo passada de geração em geração. Este é um instrumento em ferro forjado que fica suspenso ao pescoço dos animais, sendo um objecto de percussão tradicional, cujo som e papel é fundamental na paisagem sonora das áreas de pastoreio. Com apenas 13 mestres do fabrico do chocalho e com a diminuição do pastoreio tradicional a verdade é que receber a distinção de Património Cultural Imaterial acabou por ajudar para que esta manifestação cultural não desaparecesse.

Falcoaria, Património Humano Vivo (2016)

A Falcoaria é um método de caça e tradição milenar que foi subsistindo desde a sua origem até aos dias de hoje. A candidatura da falcoaria foi a maior da história da UNESCO, sendo apresentada por onze nações além de Portugal, demonstrando a cooperação entre nações. Acredita-se a sua origem ocorreu no Médio Oriente e foi se difundido além fronteiras sendo praticada em todos os continentes, resultando numa atividade tradicional de grande dimensão e com um carácter multicultural único. Esta envolve o uso de falcões treinados para a caça de presas no seu habitat natural.

Falcão
Falcão em voo

Processo de Confecção da louça preta de Bisalhães (2016)

A louça preta de Bisalhães é uma técnica tradicional de olaria da aldeia serrana de Bisalhães em Vila Real. Este tipo de peças eram produzidas tanto para fins decorativos como para a confecção de alimentos e resultam de um conhecimento ancestral das diferentes fases da confecção. Ou seja, o processo de confecção desta louça engloba o transporte, a recolha da matéria prima, a preparação das peças, o processo de cozedura e a venda. O segredo desta louça negra é passado de geração em geração contudo está em vias de extinção na atualidade.

Produção Figurado do Barro de Estremoz (2017)

A produção Figurado do Barro de Estremoz resulta de um processo de produção de vários dias. Inicialmente os vários elementos que compõem a figura são montados, depois são cozidos num forno elétrico, pintados por um artesão e por fim cobertos com um verniz incolor. Estas tradicionais figuras geralmente representam temas específicos, como as indumentárias regionais do Alentejo ou as roupas da iconografia religiosa cristã. A produção destas famosas figuras iniciou-se no século XVII e encontra-se intimamente ligada à região do Alentejo, sendo que a grande maioria destas figuras retratem atividades e eventos locais assim como tradições e devoções populares.

Festa de Inverno, Carnaval de Podence (2019)

O Carnaval de Podence é um evento ancestral tradicional dos mais importantes de Portugal. Com uma grande adesão por parte da população esta tradição acabou por ser preservada durante séculos, mantendo-se até aos dias de hoje. O Entrudo Chocalheiro, como também é conhecido, pretende festejar o fim do mortiço Inverno e o começo da Primavera, que trás o período das sementeiras de volta. Assim, todos os anos os homens mascaram-se de Caretos, usando fatos coloridos e farfalhudos, máscaras de ferro ou lata, chocalhos à contura e um pau.

UNESCO
Caretos de Podence – Por Rosino – [1], CC BY-SA 2.0,

Festas do Povo de Campo Maior (2021)

As Festas do Povo de Campo Maior foram inscritas como Património Cultural Imaterial da Humanidade em Portugal no ano de 2021. Estas festas são conhecidas pela sua manifestação de arte popular pública, onde há uma mobilização geral da comunidade para decorar toda a vila com flores em papel e outros objectos de cartão e papel. A origem destas festas surge como culto a São João Batista, padroeiro de Campo Maior. Mas uma das particularidades destas celebrações é que as mesmas só ocorrem quando a população assim o deseja, até porque é esta que se voluntaria a trabalha para a realização da mesma.

Como a lista de Património Cultural Imaterial da Humanidade em Portugal é bem eclético e resulta das mais belas e enraizadas tradições do nosso país.

Outros Patrimónios Culturais ao redor do Mundo

Afiliados

Vai viajar? Já reservou o seu hotel? Este blog tem parceria com o Booking. Cada vez reserva o seu hotel através do nosso blog, está a ajudar-nos, já que o nosso trabalho é voluntário.

Não deixe de fazer o seu seguro de viagem ou se preferir um seguro de acidentes de viagem para tornar a sua viagem mais tranquila. Pois a WorldNomads tem um conjuntos de seguros de viagens simples e flexíveis adequado às suas necessidades.

Ainda não adquiriu a passagem aérea? Viaje com a TAP e adquira voos a preços maravilhosos. E assim ajude o blog a manter-se.

Precisa de carros? Não deixe de reservar o seu carro com a DiscorverCars e obtenha os melhores preços.

Similar Posts

5 thoughts on “Património Cultural Imaterial da UNESCO em Portugal
  1. Que texto maravilhoso e informativo sobre o Património Cultural Imaterial da UNESCO em Portugal. Quanta imaterialidade linda e maravilhosa portuguesa que eu gostaria de conhecer. O fado, claro que seria um grande patrimônio, muito conhecido por nós brasileiros. Quero provar a dieta mediterrânea.

  2. Eu sempre ouvi falar do fado mas nunca tinha parado para admirar. Até chegar em Portugal na casa da família do meu marido e ouvir a vozinha dele todos os dias pela manhã cantando fado enquanto tomava o café da manhã !
    Não sabia da história por trás e fiquei muito feliz em saber mais! Muito obrigada por dividir essa informação conosco

  3. Riquíssimo todo o Património Cultural Imaterial da UNESCO em Portugal, este país que adoro e que tenho ótimas recordações. Portugal é único, país para voltar sempre e vivenciar toda a energia contagiante de suas cidades, sua cultura, história e seu povo. Amo Portugal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.